Dia 30/06/2004 - Debate Público às 14:00h na Câmara Municipal

Na última segunda feira, o COMDEMA protocolou um ofício ao presidente da Câmara solicitando uma nova Audiência Pública, A resposta foi um "DEBATE PÚBLICO" .
Diferença: Regimentalmente a AP deve ser publicada com 5 dias de antecedência no Diário Oficial, o Debate não precisa dessa formalidade!!!

Portante HOJE - quarta feira 30/06 - DEBATE PÚBLICO sobre o Projeto de Lei do Perímetro Urbano às 14hs na Câmara Municipal 

De qualquer forma, é URGENTE para o futuro de Campinas e importante que compareçam, pois já estão tentando votar hoje mesmo o PL em sessão extraordinária, mesmo com parecer contrário de 2 Conselhos Municipais - CMDU e COMDEMA.

Quanta democracia e participação!!!!!!! E o futuro de Campinas? Pelo visto "nossos" representantes não estão interessados. Porque?... Resta-nos escancarar tanto descaso.

Anexo segue a Deliberação do COMDEMA e o parecer do CMDU sobre o referido PL, ambos desfavoráveis.

Alfredo Moro Morelli
redator do Barão em Foco

 


Correio Popular 30/06/2004
Mudança no perímetro deve ser votada hoje 
Segundo presidente da Câmara, 12 vereadores solicitaram sessão extraordinária imediatamente após os trabalhos oficiais 

Rose Guglielminetti Da Agência Anhangüera rose@rac.com.br 

O presidente da Câmara de Campinas, Carlos Signorelli (PT), mesmo com parecer contrário de dois conselhos municipais sobre o projeto que altera o perímetro urbano da cidade, irá convocar sessão extraordinária hoje para votar a matéria. Ontem, o Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema) além de emitir parecer desfavorável, pediu para que o projeto 195/04, de autoria do Executivo, e as sete emendas sejam retirados pela prefeita Izalene Tiene (PT). No dia 24 de junho, o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU) já havia emitido parecer contrário à mesma proposta. 

O projeto expande a área urbana em 21 milhões de metros quadrados e devolve outros 13 milhões para a área rural. O território de Campinas é composto por 50,5% de rural. Dos 79.494 hectares, 40.124 pertencem à área rural, segundo dados do Escritório de Planejamento da Prefeitura de Campinas. Na expansão urbana, poderão ser implantados nove loteamentos em áreas como o distrito de Barão Geraldo e região do Campo Grande. 

Signorelli disse que a decisão de colocar o projeto em votação é apenas administrativa e não política. Segundo ele, 12 vereadores assinaram requerimento solicitando a realização de sessão extraordinária para votar a matéria. A convocação será feita no fim da sessão ordinária de hoje. Horas antes, o projeto será debatido em audiência pública que acontece às 14h. “Os conselhos não representam, necessariamente, interesses da cidade e sim de seus representantes com suas visões particulares.” “Os conselhos são órgãos auxiliares do Executivo e não cabe à Câmara acatar o parecer. Cada vereador é que deve decidir como irá votar”, acrescentou o petista. A prefeita tem maioria no Legislativo. “Isso não quer dizer que eles irão votar favoravelmente ao projeto”, argumentou o presidente do Le-gislativo. A assessoria de imprensa da prefeita disse que não irá retirar o projeto e a decisão política de colocar a matéria em votação é da Câmara. 

A Justiça de Campinas chegou a proibir a votação do projeto na semana passada. Na última sexta-feira o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) cassou a liminar. Para o líder de governo do PSDB, Dário Saadi, a insistência em votar um projeto condenado pelos conselhos demonstra “o descompasso com os conselhos municipais. O curioso é que o PT reformulou o Comdema (de consultivo para deliberativo) e agora desrespeita a orientação”, criticou o tucano. 

Documento aponta ilegalidade na proposta 
No parecer publicado ontem no Diário Oficial do Município (DO) os conselheiros argumentaram que há problemas de ilegalidade e outros de ordem técnica como a falta de análise detalhada dos impactos que as alterações acarretarão em relação ao “aumento populacional e seus aspectos sócio-ecônomicos, à demanda não prevista pela concessionária desses serviços , em seus planos diretores, de infra-estrutura de abastecimento de água e saneamento, à gestão de resíduos e controles de poluição, ao sistema viário de acesso, ao atendimento dos serviços de Saúde, Educação e à política de habitação no município e na Região Metropolitana de Campinas (RMC)”, informa o Comdema. 

Eles apontam ainda a falta de estudos de viabilidade de órgãos como a Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seplama) e Grupo de Desenvolvimento Rural (DGR), entre outros. No caso da legalidade, a matéria deveria ser apresentada em forma de Projeto de Lei Complementar (PLC). Os conselheiros entendem que o artigo que fala sobre a contraprestação deveria ser transformado em lei específica. O parecer do CMDU apontou os mesmos problemas. “Eu acho que o projeto deve ser mais debatido” , disse o presidente do CMDU, João Coelho. 

A assessoria de imprensa da prefeita disse que o governo municipal diverge do parecer do Comdema. Segundo a assessoria, o projeto foi debatido durante dois anos com a sociedade civil, ressaltando que os conselheiros do Comdema eram convidados a participar do debate. A assessoria informou ainda que não é uma mudança pontual, postura criticada pelos conselheiros, mas um projeto amplo que atinge toda a cidade de Campinas. O presidente do Comdema, Régis Romano Maciel, não retornou as ligações da reportagem. 

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 3044-0101

 

 

Home

Agência 15