Condepacc libera loteamento no entorno da Mata de Santa Genebra

O Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico e Cultural de Campinas permitiu
o loteamento do entorno da Mata Santa Genebra
- junho 2008 -

 

A Mata Santa Genebra é protegida por lei federal, estadual e municipal. A Fundação José Pedro de Oliveira foi criada para proteger e conservar a Mata. A presidência desta fundação tem status de secretário do município de Campinas e tem como presidente o Sr. Mamizuka, chefe da campanha eleitoral do atual prefeito.
As entidades Condepacc (Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico e Cultural de Campinas) e Comdema (Conselho Municipal de Meio Ambiente), constantemente sofrem investidas do executivo municipal para colocação de seus partidários nas posições de conselheiros e dirigentes.
A política local não está preparada para ter censura ou vetos. Na verdade, estas entidades são utilizadas para dar sustentação às pretensões pouco ou nada ecológicas da Prefeitura. O atual prefeito conta com a aprovação de mais de 50% da população do município, mas apenas 5% (que é o índice nacional nas grandes cidades) se preocupam com o meio ambiente, como conseqüência, o caminho fica aberto para as especulações. A decisão do CONDEPACC foi presidida pelo Secretário Francisco de Lagos.

A Mata Santa Genebra tem sofrido invasões, a cerca está cortada e recentemente a Secretaria de Cultura aprovou verba para aulas de artesanato com o cipó da mata preservada. Os animais estão desaparecendo, restando apenas os macacos. A região brejeira é essencial para sua sobrevivência, mas a especulação imobiliária é muito forte e prevalece onde a cultura não é voltada para a preservação das espécies. Para preservar a mata e a região brejeira é necessário investimento e, em nossa cultura, não há dinheiro para isto - dá menos votos que outros investimentos. Como a pressão imobiliária é grande e alguma coisa precisa ser feita, as alternativas são acordos paliativos e insuficientes que beneficiam mais os outros do que a mata.

Segundo ambientalistas, o loteamento será fatal ao patrimônio biológico da reserva, porque é justamente no complexo de remanescentes florestais da Mata que estão as matas de brejo, nascentes, lagoas e várzeas. O fragmento é parte da Bacia do Ribeirão Quilombo.

Os lotes aprovados deverão ter, no mínimo, 500 metros quadrados, o gabarito de altura máximo das edificações será de até nove metros e a taxa de impermeabilização 25% da área do lote, mas os moradores de Barão Geraldo, cansados com o desrespeito das regras de utilização do solo e a inoperância da fiscalização, consideraram estas determinações uma piada de mau gosto.

Marguerita Izmiaretta

Leia também:

SOS Mata Santa Genebra

Política pró loteamentos em Barão Geraldo - A população não acompanha - junho 2008

O caso do cipó da Mata Santa Genebra - março 2008

Vídeo da Mata Santa Genebra - fevereiro 2008

Mobilização popular contra as construções irregulares em Barão Geraldo - novembro de 2007

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 3044-0101

 

 

Home

Agência 15