8 de março: Dia Internacional das Mulheres
 

Monumento à brasileira Anita Garibaldi, em Roma



A data foi adotada pelas Nações Unidas, em 1975, para lembrar tanto as que lutaram por conquistas sociais, políticas e econômicas como lembrar e discutir as discriminações e as violências que muitas mulheres ainda estão sujeitas em todo o mundo.

No Brasil:
A lei Maria da Penha foi criada em 2006. Como criar leis e não aplicá-las a lei não funciona, o número de mal tratos e mortes das mulheres aumentaram no Brasil. Atualmente são 15 mulheres mortas diariamente por serem mulheres e 5 são estupradas por hora. Violência psicológica e física chegam a milhares.
A maioria dos assassinos são maridos, parceiros ou ex-parceiros, apenas 6% são de pessoas não próximas.
O Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking mundial dos países com mais crimes praticados contra as mulheres, apesar de, constantemente, a mídia apontar outros países, principalmente os islâmicos, como os vilões.

Segundo o Portal Brasil, as denúncias apontam que 25% das vítimas sofrem violência desde o início da relação. Em 22% dos casos, no período de um mês a um ano do relacionamento. Em 42% dos casos, a violência é diária. Em 32%, a ocorrência é semanal. Estima-se também que 300.000 mulheres sofrem violências físicas e/ou psicológicas diariamente no Brasil. Destas, 15 são assassinadas.


8 de março - neste dia o Barão em Foco se solidariza com as vítimas, respeita as santas e homenageia cinco heroínas brasileiras
que lutaram valentemente.

Clique no nome para conhecer as realizações de cada uma

  • Bárbara Heliodora - a "mulher do novo mundo" que lutou contra a injustiça.
  • Anita Garibaldi - lutou na revolução farroupilha e pela unificação e libertação da Itália.
  • Joana Angélica - enfrentou os soldados portugueses durante a independência do Brasil.
  • Maria Quitéria - lutou contra os colonizadores portugueses durante a independência do Brasil.
  • Eliana Calmon - Pessoa admirada por ter feito algo extremamente valente.

 


Informe-se sobre as diferenças entre vítima, santa e heroína:


Significado de vítima:

Dic. Aurélio: Pessoa sacrificada aos interesses ou paixões alheias. Pessoa ferida ou torturada ou violentada. Tudo quanto sofre qualquer dano.

Dic. Larousse: Pessoa assassinada, torturada, ferida ou ofendida por outra. Pessoa que sofre por culpa sua ou de outrem.

Dic. Longman (traduzido): Pessoa que foi atacada, roubada ou morta.
 

Significado de Santa:

Dic. Aurélio: Mulher virtuosa, bondosa, inocente. Mulher canonizada.

Dic. Larousse: Mulher de grandes virtudes, de bondade invulgar. Mulher canonizada.

Dic. Longman (traduzido): Conectada com deus ou religião. Grandemente respeitada, ou acreditada por você como venerável.


Significado de Herói / Heroína:

Dic. Aurélio: Pessoa extraordinária por seus feitos guerreiro, seu valor ou sua magnanimidade.

Dic. Larousse: Pessoa que se distingue por seu valor ou por suas ações extraordinárias, principalmente por feitos brilhantes durante a guerra.

Dic. Longman (traduzido): Pessoa admirada por ter feito algo extremamente valente; Ousou agir contra a injustiça.


Fora deste contexto, herói / heroína também significa o personagem principal de uma história.

Alfredo Moro Morelli
redator do Barão em Foco

 

 

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 3044-0101

 

 

Home

Agência 15