CHUVA PASMADA em SÃO PAULO!

 

         Espetáculo que comemora os 10 anos de trajetória do Grupo Matula Teatro e do ator Eduardo Okamoto, ambos radicados em Campinas-SP, ficará em cartaz na capital paulista de 22 de outubro à 14 de novembro no SESC Pompéia. 

Sobre o espetáculo
O espetáculo “Chuva Pasmada” marca o reencontro de Alice Possani, atriz do Matula, e Eduardo Okamoto.

         O texto de Mia Couto é escrito de passagens – tratando de amor, crescimento, amadurecimento, morte e novas experiências.

         Na abertura ao novo, os atores aproximaram-se de outros artistas, como o encenador Marcelo Lazzaratto e o dramaturgo Cássio Pires. Ambos, com linhas de estudo distintas daquelas que marcam as trajetórias do Matula e de Eduardo Okamoto. Na reunião das diferenças, todo o processo criativo da montagem buscou responder a provocação de Mia Couto: coração sempre começando no peito de outra pessoa.

 

Sinopse            

Indecisa entre céu e terra, a chuva não cai: uma chuvinha suspensa, leve pasmada, aérea. Ninguém se recordava de um tal acontecimento. Aquele lugar poderia estar sofrendo maldição.

A chuva é o Avô que, em rio seco, mingua sonhos de navegar até o mar. É o Pai que, estancado junto à vida, não é o mais velho, mas o mais envelhecido de todos. É a Mãe, segredando com a chuva, mistérios de mulher e de água.  É o Filho amanhecendo conhecimentos de vida e de morte. É a Tia que, sem cumprir a estação do matrimônio, recolhe-se em reza de cruz e rosário. Como uma inundação sem chão, esta chuva é cada um e, ao mesmo tempo, todos nós, que nascemos água e morremos terra. 

Release

“Chuva Pasmada” encena o conto homônimo do escritor moçambicano Mia Couto.

O espetáculo, no entanto, não procura, em chão de África, a imagem da terra árida; entrevê, nas relações humanas, centelhas de gotas que não se desempenham.

No espanto de uma chuva que não cai, “Chuva Pasmada” esconde-nos, como em enigma, a imagem oposta: sonho e intenção de um rio sobrando da terra. No fluir infindo de uma correnteza sempre nascendo, reiventamo-nos outros – sempre! “Chuva Pasmada” lembra-nos: há rio e canoa. Façamo-nos, nós mesmos, remos. 

Ficha Técnica

Texto Original: Mia Couto

Dramaturgia: Cássio Pires
Direção e Iluminação: Marcelo Lazzaratto
Atuação: Alice Possani e Eduardo Okamoto
Figurinos e Cenografia: Warner Reis

Trilha Sonora: Michael Galasso

Arte Gráfica: Alexandre Caetano
Fotografia: Ferndando Stankuns
Produção: Daniele Sampaio e Grupo Matula Teatro
Documentação: Paula Diana
Duração: 80 min

Serviço

Dias: 22/10 a 14/11 (com exceção do dia 31/10)

Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 18h

Local: Novo Espaço Cênico do SESC Pompéia (R. Clélia, 93, Pompéia)

Ingressos: R$ 3,00 a R$ 12,00

Informações: 11 3865-0324 / 3871-7700

www.sescsp.org.br 

Contato

Tatiana Mayumi

Coordenadora de Comunicação

(19) 3305 8372

www.grupomatulateatro.com

www.eduardookamoto.com

 

 

 

Home

Agência 15