Bairrista sim, graças a Deus!


[ Retornos ] [ Postar Retorno ] [ WWWBoard Version 2.0 Test ] [ FAQ ]

Posted by Vanderley Antonio Tonella (201.7.17.164) on June 01, 2004 at 20:44:02:

Excelente o comentário do Barão em Foco sobre Bairrismo, assino em baixo tudo o que foi escrito e aproveito para comentar algo mais.
Primeiramente, o significado da palavra “Bairrista” segundo o dicionário da Língua Portuguesa do Aurélio:

1) Que ou quem freqüenta ou habita um bairro.
2) Defensor dos interesses do bairro ou da sua terra.
3) que ou quem, levado por uma visão estreita do patriotismo, só considera como sua pátria o Estado natal e hostiliza ou menospreza tudo quanto se refere aos demais...

Após esta definição eu fico com a de número dois. Existem nações cuja população é muito mais bairrista (número 3 da definição do dicionário do Aurélio) e com certeza são as nações mais desenvolvidas do mundo. São povos ultranacionalistas que amam a sua terra natal e lutam por ela com seu sangue, suor e lágrimas. Hoje em dia é o que está faltando ao nosso povo brasileiro, onde mais de 95% da população mal sabem cantar o hino nacional, e ficam em dúvida quando perguntados quais as cores da bandeira nacional brasileira. Um exemplo triste é ver a “Seleção Canarinho” tentando cantar a letra do hino nacional nos jogos de futebol amistosos e nas eliminatórias da copa do mundo, mais recentemente.
Eu perguntaria aos grandes intelectuais brasileiros, filósofos, sociólogos e Cientistas Políticos de renome internacional de nossas Universidades, e dos PhD´s em Economia Internacional, enfim: a quem interessa a tão propalada Globalização?
Com certeza interessa muito a Oligarquia Estrangeira dos Paises mais Desenvolvidos deste planeta! Um presidente Americano certa vez, mal sabia onde ficava o Brasil, confundindo-o com a “Bolívia” em seu desastroso discurso, aqui mesmo em território nacional, somos todos vistos como cidadãos de 2ª classe na Europa e nos Estados Unidos. Os Americanos amam a sua Pátria acima de tudo e de todos, ao contrário de muitos brasileiros, que às vezes, sentem vergonha em cantar o seu hino nacional em público com a face erguida. O pior é acharem que cantar o hino nacional e hastear a bandeira do Brasil é coisa dos tempos de ditadura, ou coisa de “careta” (ou de “mané”), de demagogo, de alienado etc. Com estes exemplos destes falsos “brasileiros” estamos renegados a nossa própria sorte. Só reclamar sem fazer acontecer e sem lutar com garra e com cabeça erguida não vamos conseguir sair desta situação de calamidade e de miséria da população.
Parabéns aos “Baronenses” que lutam com garra por Barão Geraldo, que fazem abaixo-assinados por melhorias em seu bairro, que participam de reuniões de bairros, do Fórum Consultivo de Barão Geraldo, de OP´s e que fazem suas opiniões serem constadas e registradas em ATAS, devidamente assinadas e publicadas, e que clamam por justiça e igualdade, quando pedem creches devidamente aparelhadas, postos de saúde com atendimento digno e melhores escolas públicas aos seus filhos nos bairros de Barão! Parabéns aos que enviam e-mail´s e mais e-mail´s aos vereadores de Campinas, aos deputados estaduais e federais, aos nossos governantes, porque todos são regiamente pagos com os impostos e demais tributos que pagamos em dia. Parabéns aos baronenses de Coração e de Alma que ligam exigindo explicações nos escritórios de partidos políticos desta cidade e desta região e também aos gabinetes dos vereadores municipais de Campinas ( mesmo que não recebam nenhum retorno a sua sugestão ou reclamação). Parabéns a todos os nossos “Bairristas de Barão Geraldo” que ligam para o 156 fazendo pedidos para melhorias de seus bairros esquecidos e completamente abandonados, e que muitas vezes não são sequer atendidos. Não desistam jamais, não se acovardem, não sejam humilhados pelos que não honram o seu voto, lutem mesmo assim, façam valer os seus direitos de cidadãos de um pais que lutou para restabelecer a democracia, e se for o caso, derrubem eles de suas tribunas com palavras de ordem e com faixas e para isso que servem as galerias nas Câmaras e Assembléias , para vaiar um político mal intencionado! Exijam, também, os seus direitos de cidadãos contribuintes de impostos, mandem abaixo-assinados, mandem cartas registradas e também e-mail´s as Secretários e ao Prefeito (a). Telefonem para os gabinetes dos vereadores, perguntem por eles e o que eles estão fazendo por seu bairro quando não é ano eleitoral. Falem dos problemas de seu bairro na imprensa falada e escrita, façam valer suas opiniões e sugestões, não tenham medo dos falsos “ doutores” de terno e gravata que querem intimidar, que falam difícil nos discursos, mas não dizem nada, ou nem sabem falar direito. Não tenham medo de cobrar dos políticos, pois vocês são intensamente cobrados dia e noite, caso não paguem os seus impostos e as tarifas de energia elétrica e água, isso sem falar nas passagens de ônibus urbano e interurbanos.
Se nós não nos defendermos através de nossas associações, do nosso grupo, de nossa família, que irá nos defender? Será que isso é diversidade? Diversidade é o nosso dia-a-dia para nos mantermos vivos, seja da “ elite” ou do “ povo” todos correm risco de vida hoje em dia, morando em uma favela ou em um condomínio com muros e sistemas de segurança de alta tecnologia! Isso sim, é ser feudal! Isso é voltar ao tempo do Feudalismo, onde a miséria assolava os “servos”, que em troca de um prato de comida e de migalhas de pão se sujeitavam a qualquer serviço ao seu “Senhorio”! Onde está a cidadania dos pobres e mendigos da atualidade, que nada mais são dos que os “servos” atuais?
O presidente dos EUA, John Fritzgerald Kennedy, assassinado em 1963, na cidade de Dallas, capital do estado americano do Texas ( com as devidas ressalvas da sua política para com o Brasil) , certa vez disse: “NÃO PERGUNTE O QUE O SEU PAÍS PODE FAZER POR VOCÊ, MAS O QUE VOCÊ PODE FAZER PELO SEU PAÍS”. Será que os EUA, Argentina, Japão, França são nações autóctones por isso? Por serem patriotas, por honrar a terra onde se nasce? Não, acho que não...



Retornos:



Postar um Retorno

Nome:
E-Mail:

Assunto:

Comments:

URL Opcional:
Título da URL:
Imagem da URL(opcional):


[ Retornos ] [ Postar Retorno ] [ WWWBoard Version 2.0 Test ] [ FAQ ]