Falta de água no Futuro

- março 2010 -
 


Contaminação do Ribeirão das Pedras no Jardim Santa Genebra, próximo do Shopping D. Pedro. Onde a água limpa do ribeirão recebe esgoto sem tratamento de vários bairros (foto) e seu volume de água aumenta em mais de 50%. O local á sob a ponte da Av. Santa Genebra.


 

Em 1892 a Inglaterra já tratava o esgoto em Londres antes que fosse lançado no Rio Tâmisa. Hoje em  Barão Geraldo, apenas parte do esgoto tem tratamento. O nosso Ribeirão das Pedras é um exemplo disto. Com poucas chuvas o cheiro aparece. Para conferir é só ficar sobre a ponte ao lado do Tilli Center.
A Estação de Tratamento de Esgoto Anhumas, localizada em frente do Carrefour na Rodovia D. Pedro, foi inaugurada como a maior ETE (Estação de tratamento de Esgoto) da América do Sul e calculada para resolver o problema de esgoto da Região. No entanto, até hoje o nosso Ribeirão das Pedras recebe o esgoto da região dos Bairros Costa e Silva, Alto Taquaral e Santa Genebra sem tratamento. A entrada do esgoto neste Ribeirão, na região do Shopping D. Pedro, é maior que a vazão do próprio Ribeirão, ou seja, a vazão do Ribeirão das Pedras tem mais esgoto do que água de suas nascentes.

No período de poucas chuvas, quando a vazão das águas dos rios diminuem e a quantidade de esgoto permanece a mesma, a concentração do esgoto na águas dos rios vai aumentando até ficar extremamente caro tratar a água para o consumo das cidades.
Então, neste caso, vem o alarme de que vai faltar água para o consumo. Na verdade, ninguém vai ver o Rio Atibaia, o rio Jaguarí e o Rio Capivari secos. Vão ver é com tanta sujeira de esgoto que fica muito caro tratar, pois seria necessário multiplicar as Estações de Tratamento de Água para decantar toda a imundice.

Os países do primeiro mundo tratam o esgoto de forma que não vão para os rios, a água volta para as torneiras. A água é reciclada. O tratamento da água dos rios e apenas para reposição.

Em Singapura, que não tem água para o abastecimento da cidade, a água resultante do tratamento do esgoto chegou a tal nível de pureza que supera os benefícios da água mineral que compravam da indonésia.

O alarde de economizar para não faltar água é falso. Vai faltar sim nas cidades porcalhonas e alguns casos de exceção, onde não há água e não têm como adquiri-la.

Neste dia da água, desejo que uma luz ilumine os povos porcalhões para que entendam que o necessário é cuidar da água para podermos bebê-la na fonte ou nos riachos como antigamente. Água existe em abundância.

Marquerita Ismiasretta


Apesar do esgoto sem tratamento no Ribeirão que passa pelo distrito, o custo da água e coleta de esgoto (na conta da água, só coleta de esgoto é cobrada, o tratamento não é cobrado) que a Sanasa cobra em Barão Geraldo é muito maior do que a Sabesp cobra na região:

Barão em Foco

Leia Também:

O Ribeirão das Pedras de Barão Geraldo

  
 
 
 
 
 
 

 

Home

Agência 15