26 de novembro de 2015

As Mentiras da prefeitura e a Verticalização em Barão Geraldo


 

A lei 9.199, Plano de Gestão de Barão Geraldo, elaborada pela Unicamp e Pucc após ouvirem as opiniões dos moradores e comerciantes do distrito, previa um Fórum Consultivo local formado por entidades de classes, associações de bairros e as universidades.

As reuniões do Fórum Consultivo seriam realizadas na Casa do Cidadão Baronense. Isto consta na Lei 9.199. Ao longo da vigência desta lei, a Prefeitura não fez nada para que isto acontecesse.

Nos últimos anos a Prefeitura negou alguns loteamentos e algumas construções de prédios, mas aprovou outros. O argumento de que o Plano de Gestão não permite loteamentos e prédios é mentira, pois a Lei 9.199 é de 1996 e, desde então, muitos loteamentos e prédios foram aprovados. Qual o critério?

A reunião realizada em 10/11/2015 no salão Paroquial, sobre o Plano de Gestão, demonstrou que a democracia em Barão Geraldo está em decadência e o totalitarismo em ascensão - tanto por parte da Prefeitura quanto por parte de alguns moradores.
Os baronenses não comparecem mais em reuniões onde "sábios", chegados a um microfone, impõem idéias ideológicas e ensinam os "coitados cidadãos que nunca sabem de nada". Mesmo assim, nesta importante reunião do dia 10/11/2015 compareceram cerca de 0,3% de moradores e empresários do distrito.
Mas o que aconteceu foi que muitos se levantaram e foram embora logo no início da reunião, quando "donos do saber" tomaram o microfone e iniciaram a pregação de suas idéias sem respeitar o objetivos individuais de cada um na reunião. Estas pessoas que saíram, como muitas, não voltam mais.

A maioria das pessoas presentes suportou as intervenções e esperou pelas informações da Prefeitura em 4 mesas onde funcionários estavam com mapas detalhados do Plano. Estes funcionários responderam centenas perguntas e anotaram reivindicações dos moradores e empresários. Este atendimento individual, com aglomeração de pessoas, ouvindo e aguardando a sua vez em volta das mesas, terminou por volta das 23h. Agora os moradores e empresários estão aguardando o retorno das reivindicações.

O Secretário alegou que a verticalização em Barão Geraldo vai resolver a situação de moradia dos estudantes. E a sustentabilidade, as Avenidas, estradas, parques, jardins, esgoto, enchentes e congestionamentos?
Imaginem os moradores das casas na Av. Romeo Tórtima e imediações, com dezenas de prédios até 20 metros (6 andares ) e centenas de janelas espiando seus quintais. O poder público pode alterar assim a vida dos cidadãos? Para o bem comum de quem?

Por outro lado, por que não permitir, prédios até 4 andares sem elevadores, próximos da Unicamp e Puc, separados, sem misturar com os moradores de casas, como nas paisagens sustentáveis, riachos limpos e sem congestionamentos na Europa e EUA?

Por que não permitir loteamentos ao longo da Estrada da Rhodia duplicada e com sustentabilidade, avenidas, parques e residências afastadas da estrada com larga vegetação, jardins gramados e floridos separando a estrada dos loteamentos?

Por que não permitir prédios baixos até 3 ou 4 andares com sustentabilidade em regiões do centro de Barão Geraldo desde que a população moradora do local aprove? Os moradores do Guará devem ir contra a opinião da maioria dos proprietários do centro? Os moradores da Vila Independência têm o direito de contestarem a opinião dos moradores da Praça Bicicross? Não, se houver sustentabilidade e o trânsito, enchentes e cheiro de esgoto não os afetarem.

Qual o motivo de paliteiros sem limite de altura ao lado da Puc? Mesmo com sustentabilidade. Os moradores daquela região concordam com visual de concreto subindo aos céus contrastando com os campos e a natureza no local que escolheram para morarem?
Os moradores de Barão Geraldo estão aqui pelo visual das árvores e da natureza e não pelos pontaletes obras-primas da engenharia que estão na cabeça dos engenheiros da Prefeitura.

A Prefeitura deveria começar demonstrando confiabilidade e respeito aos baronenses aplicando a Lei 9.199 no Parque Linear Ribeirão das Pedras, nos 9 Km de Ciclovia de verdade, duplicação da Estrada da Rhodia e plano que evita congestionamento. Depois disto poderia apresentar um plano sustentável, sem paliteiro, com prédios baixos que resolvem o problema de moradia sem incomodar os vizinhos, como nos países civilizados.
Por outro lado, alguns moradores não querem prédios e nem novos loteamentos. Deixa como está. Se nascem e crescem filhos dos baronenses, que vão morar em outro lugar, aqui não pode. Se as universidades crescem e o número de alunos aumenta, também que vão morar em outro lugar.
Barão Geraldo tem muitos espaços vazios, não há motivo para isto. É só fazer planejamento adequado que a maioria da população e empresários concordam.


Na forma em que está teremos muitos processos, descontentamentos e prejuízos. Os amigos dos reis e principalmente da rainha, conseguiram fazer loteamentos e construir prédios em Barão Geraldo. Será este o motivo pelo qual a Prefeitura ainda não apresentou um Plano aprovável?

Veja o mapa de Barão Geraldo - Tem muitos espaços vazios. Há lugar para muita gente com ótimos loteamentos sustentáveis, parques para as crianças e riachos limpos, não justifica paliteiros. Só falta planejamento correto, sem enganação e parar de promover dificuldades para se prover de facilidades.

Alfredo Moro Morelli
redator do Barão em Foco

 

 


 

 

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 99174-2080

 

 

Home

Agência 15