02 de janeiro de 2018

As Mudanças Globais Indicam para Barão Geraldo uma Nova Ordem Político/Social

A crise financeira de 2008, cujo início foi a bolha imobiliária nos EUA, afetou países pelo globo. A população sentiu a crise com o desemprego, salários e miséria.

O causador do problema, os EUA, tinha em 2008, um produto Interno Bruto (PIB) de 14,32 Trilhões de USD. Reagiu à crise e, em 2016, fechou o ano com um PIB de 18,57 Trilhões de USD.

Neste período 2008/2016 apenas dois outros países tiveram aumento significativo no PIB, foram a China e Coréia do Sul, que são países altamente industrializados.

O gráfico abaixo mostra a situação de alguns países mais conhecidos por nós.

País Pib em 2008
Trilhões de USD
Pib em 2016
Trilhões de USD
Porcentagem das
Indústrias no PIB
Exportação
Bilhões de USD
EUA 14.3 18.5 17% 1.471
China 4.5 11.2 35% 2.011
Japão 5.0 4.4 20% 641
Alemanha 3.7 3.4 30% 1,283
Reino Unido 2.8 2.6 19% 412
França 2.9 2.4 19% 505
Itália 2.3 1.8 24% 436
Brasil 1.7 1.6 11% 189
Coréia do Sul 1.0 1.4 40% 509
Rússia 1.6 1.2 36% 259

Nota-se que os países altamente industrializados como a China e Coréia do Sul se saíram bem. Outros países como Japão, Alemanha, Reino Unido, França e Itália apesar de terem queda significativa do PIB continuam exportando várias vezes mais que o Brasil, apesar de terem poucas terras e população bem menor que a nossa. A Rússia tem terras, mas também tem um grande parque industrial e alta tecnologia.
A Itália tem 1/3 da nossa população e exporta mais que o dobro que nós, ou seja, proporcionalmente exporta 6 vezes mais.  A Coréia do Sul tem 1/4 da nossa população e exporta quase 3 vezes mais, ou seja, proporcionalmente exporta 12 vezes mais.

O PIB brasileiro com apenas 11% de produtos industrializados taxado com altos impostos é um caso grave para empregos, preços dos produtos industrializados, desigualdade social, exportações e desenvolvimento da tecnologia nacional. As indústrias fecham e os bancos, juntamente com outros fornecedores do estado, crescem.

A tecnologia nacional ficou por conta das Universidades e Centros de Pesquisas estatais, que estão aquém dos países do primeiro mundo. Até há muitas patentes brasileiras, mas engavetadas por não serem comerciais. Para ter aparelhos de alta tecnologia a população paga caro pela tecnologia de fora e, no caso de empresas brasileiras como a Embraer, para os estrangeiros passarem a tecnologia e ensinarem como fazer  é muito caro. É uma alternativa, mas é cara.
Com as nossas universidades e atual política industrial nacional será impossível atingir o grau tecnológico que o Japão conseguiu nos últimos 40 anos, a China nestes últimos 25 anos, a Coréia do Sul nos últimos 15 anos, a Índia nos últimos 5 anos e o que a Arábia está começando.

Comparando com a nossa tão comentada exportação de soja em 2016, total de 13,7% do PIB, o Canadá também exporta soja, total de 15% do seu PIB, só que 3% são grãos e 12% soja industrializada.
Em nosso país esta industrialização é impossível devido tributação (ver), falta de cultura industrial e opressão contra patrão. O apoio governamental para empresários está marcante na Europa e países asiáticos após a crise de 2008, principalmente na China, França e Rússia. O Brasil caminha na contramão das soluções do primeiro mundo.

Alfredo Moro Morelli
redator do Barão em Foco

 

 

 

 

 

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 99174-2080

 

 

Home

Agência 15