Barão Geraldo e o desrespeito à Política Urbana

 

Construções irregulares e em desacordo com o Plano Diretor de Campinas vem se proliferando de maneira absurda no Distrito de Barão Geraldo e tudo isso aos olhos do Poder Público que  nada faz.           

 O Poder Público precisa compreender devidamente a importância da organização urbana e atuar efetivamente evitando o caos e buscando soluções urbanísticas que correspondam às necessidades da população. Isto somente é possível quando a comunidade é ouvida, seus interesses e direitos são discutidos e respeitados, buscando o Poder Público o meio termo entre os problemas existentes e as possíveis soluções.

Evidentemente, tais soluções não podem ser criadas ao sabor de interesses políticos, pessoais ou momentâneos, mas devem pautar-se pela legislação, pelos princípios do Direito e pela transparência de políticas públicas para o ordenamento urbano. Transformando as palavras em ações, os planos urbanísticos são os meios que se tem para buscar soluções compatíveis com interesses e necessidades.

Os bairros tem um sentido coletivo, por abarcarem uma dada comunidade, de certa forma homogênea (considerando-se aqui seus aspectos sócio-econômicos), os habitantes possuem um sentido comum de habitarem uma microrregião. Assim, independentemente da classe a que pertençam, os moradores de um bairro têm as mesmas aspirações de transporte, lazer, trabalho, água, saneamento, tranqüilidade, conforto.

O PLGU/BG traz como principal  objetivo o dever de: ordenar, planejar e incentivar o crescimento urbano de Barão Geraldo, com vistas a garantir a manutenção e/ou melhora de qualidade de vida e o desenvolvimento harmônico dessa região, pautando-os no atendimento aos requisitos do equilíbrio ambiental;

È dever do Poder Público fiscalizar e impedir quaisquer construções em desacordo com o Plano Diretor, e será responsabilizado caso sua conduta omissiva cause prejuízo a terceiros. O desrespeito aos moradores em alguns casos é tanto que chega até mesmo a atingir o Princípio da Dignidade Humana, esculpido de  forma clara e precisa em nossa Carta Magna. Responsabilidade é algo elementar. Tem que haver. Onde houver exercício irregular de poder haverá responsabilização.

O morador que se sentir prejudicado ou incomodado deve resguardar seus direitos e preservar sua propriedade que muitas vezes sofre depreciação no valor com a irregularidade de construções próximas. O contato com os órgãos Públicos responsáveis pela fiscalização é sempre um bom caminho, devendo-se buscar auxílio jurídico apenas quando a demora por uma resposta ou atitude puder causar maiores danos.

Dr. Eduardo Blazko Junior

 

 

 

Anuncie no Barão em Foco

  Mundo
Brasil
Jornais
Política
Economia
Educação
Emprego
Cinema
Fotografia
Opinião
Quem Somos
Contato
Matérias Anteriores
Empresas de Barão Geraldo
Fórum Consultivo de Barão Geraldo
Casa do cidadão Baronense
Carnaval em Barão Geraldo
Centro de Saúde
Conseg de Barão Geraldo
Escolas de Barão Geraldo
Mapas de Barão Geraldo

Mata do Quilombo
Mata Santa Genebra
Meio Ambiente Barão Geraldo
Ciclovia em Barão
Casarão do Barão
Parque Ecológico de Barão Geraldo
Parque Linear Ribeirão das Pedras
Polícia Civil
Polícia Militar
Praças de Barão
Restaurantes em Barão Geraldo
Rio Anhumas
Subprefeitura de Barão
Teatro em Barão Geraldo
Vídeos de Barão Geraldo

Publicidade no Barão em Foco - clique aqui
Fones: (19) 2121-0632  (19) 3044-0101

 

 

Home

Agência 15