A Micareta acabou em Inquérito Civil em Barão Geraldo

Foi instaurado Inquérito Civil nº 118/07 a fim de averiguar denúncia de irregularidades constatadas quando da realização da Micareta Paulista - não havia alvará.


No dia 10 de novembro de 2005, apesar dos protestos da Associação dos moradores da Cidade Universitária (AMOC), que colheu assinaturas dos moradores contrários à folia, o evento foi realizado.
Foi uma ofensa e desrespeito à AMOC, que representa os moradores de um dos maiores bairros da Cidade.
Os moradores suspeitam de interessados que, com propina, conseguem aprovações e apoio da Prefeitura.

A Prefeitura colaborou com a folia atendendo a solicitação de uma Associação de proprietários de repúblicas e de lojas comerciais em Barão Geraldo, cujo presidente fez a solicitação pessoalmente, junto com os estudantes, na subprefeitura de Barão Geraldo.

Por solicitação da diretoria da AMOC daquela ocasião, o vereador Valdir Terrazan fez representação junto ao Ministério Público, que instaurou inquérito para apurar as irregularidades. Houve demora e dificuldades na obtenção de informações oficiais dos departamentos da Prefeitura envolvidos com a folia.


Leia também:

Micareta à Paulista - novembro de  2005

 

 

 

 

ANUNCIE NO BARÃO EM FOCO E DESTAQUE A SUA EMPRESA - Clique aqui

Anuncie no Barão em Foco

 

Home

Agência 15