Jucelino Nóbrega da Luz: O homem que previu o Tsunami, em palestra
sobre o futuro do planeta e o meio ambiente.


Dia 23/04, às 16:00 horas no salão paroquial da Igreja Santa Isabel,
Centro de Barão Geraldo, Campinas.

Contribuição voluntária de R$1,00 a R$5,00 reais
 

Conversa imperdível com o Jucelino Nóbrega da Luz. Abaixo, um breve resumo de um livro que saiu sobre ele em setembro do ano passado. Jucelino tem sonhos premonitórios e já sonhou, dentre outros, com Tsunami, ataque às Torres Gêmeas, morte de Ayrton Senna, dos Mamonas Assassinos, doença de João Paulo II, Incêndio do Edifício Joelma. Ele sonha e é orientado para avisar às pessoas, instituições ou governos sobre o que irá acontecer. O que será que ele está sonhando para muito breve para o planeta? Venha vê-lo e ouvi-lo.
 


TEM DATA: dezembro de 2007

"Se a humanidade não tomar todas as ações possíveis até dezembro de 2007, o mundo sofrerá sanções irreversíveis". 

“Se o ser humano continuar a destruir o meio ambiente, mais de 80% da população desaparecerá até o ano de 2043!”.

“Se você quer uma vida iluminada, você procura a luz, se você quer uma vida cheia de sombras, você procura a escuridão”.

Anotações feitas a partir do livro de Mario Enzio – O HOMEM À FRENTE DAS PROFECIAS – Âmbito Editores Ltda. – setembro/2005


JUCELINO NÓBREGA DA LUZ (JNL), 45 anos, nascido no Paraná, residente em Pouso Alegre, MG, casado, 4 filhos. 

JNL desde pequeno via uma luz no quintal de sua casa. Fala de uma fusão com essa luz. Um ano depois começou a sonhar. Sonha 6 dias da semana (em dias variados). Recebe, através dos sonhos – ou mesmo acordado – uma voz que o indica, uma voz grave, mensagem e endereço para onde mandar as cartas para pessoas ou instituições (até o CEP é informado a ele). São sonhos premonitórios, isto é, sonhos que prevêem o que vai acontecer a uma pessoa ou a uma localidade, ou ao mundo. Muitas vezes JNL participa da cena que está acontecendo em seu sonho. Logo que acorda faz um rascunho.  Se tem tempo, ele datilografa depois a carta, se não, deixa-a à mão. Envia  POR CARTA TODAS AS INFORMAÇÕES QUE RECEBE, desde os 13 anos de idade. A carta é escrita em 2 vias. Ele as registra no correio, aguarda a confirmação do AR e só depois pode divulgar o conteúdo da carta. O intuito de divulgar o que sonha é prevenir às pessoas e ao mundo para que se possam tomar providências frente ao que vai acontecer. Quando o perigo é muito grande, registra a carta em cartório. Quando a mensagem vem muito em cima da hora, Jucelino telefona para a pessoa para avisar. Hoje em dia também utiliza a internet, quando a mensagem é muito urgente. O acerto nas premonições é de 95 a 97%. 

Aos 9 anos teve o primeiro sonho (acidente de carro de uma família). Todos morreram, apesar de ele ter ido dar o aviso.

Pais humildes, de Socorro, SP. Viveram em Floriano, PR, onde JNL nasceu, mas depois se mudaram para São Paulo, muito depois mudaram-se para uma pequena chácara  em Itatiba, onde moram até hoje. Mãe tem 65 anos, pai 69. A mãe sempre temeu pelos sonhos de JNL. Levou-o muito a médicos, quis que ele tomasse remédios para o sistema nervoso (ele sempre os cuspia sem que a mãe o soubesse. Os exames encefalogramas sempre deram normais).

Apesar de simples, os pais sentiram necessidade de incentivar o filho a estudar línguas. Alemão ele estudou inicialmente com um fugitivo de guerra. Depois participou de um concurso no Consulado Alemão, ganhou e conseguiu fazer alemão em nível universitário. Morou um tempo na Alemanha, na Itália, na França, para estudos, segundo  JNL. Fala inglês (já foi por um tempo professor de inglês em uma faculdade), também fala mandarim. Escreveu um livro sobre como aprender o idioma mais facilmente.

Na infância materialmente difícil, JNL chegou a vender vidro e ferro que encontrava pelas ruas, mas aos 14 anos conseguiu ser registrado em uma firma de calhas e condutores. Depois trabalhou em uma metalúrgica, terminou o colégio e chegou a ser professor de inglês e literatura, conforme mencionado. Formou-se em Direito e ainda hoje é professor em Pouso Alegre. É conhecido como PROFESSOR JUCELINO.

O filho Lucas, de 2 anos, vai continuar o trabalho dele. Tem as mesmas características de quando ele era bebê.  JNL teve um tio que tinha sonhos premonitórios, mas só os contava para a família.

Desde 1995 JNL começou a cobrar atitude das pessoas em relação às informações que passa, a insistir um pouco. Às vezes fica desanimado com o ser humano. “A partir do momento que você vai vendo os fatos se concretizarem no dia-a-dia, é o momento de você acreditar no que essa pessoa escreve... não sei se é o ego delas ou se é medo de transformar o Professor Jucelino em um mito ou profeta. Não é esse o meu intuito e sim, avisar às pessoas que se conduzam ao bem. Tenho que cobrar aquilo das pessoas, senão acabo sendo conivente com o erro” – p. 180.

JNL não tem medo de ser processado porque sabe que tudo o que publica é verídico. Recebe, sim, muitas ameaças. Protege-se com Deus e faz boletins de ocorrência também.

Jucelino também recebe cartas com pedidos. Abre-as, toma conhecimento do conteúdo e vai respondendo à medida que os sonhos acontecem. No momento da entrevista (março/2006) tinha 600 cartas registradas em sua mente, mas chegam muitas por dia: 50, 100,... Envia/responde por volta de 2.000 cartas por ano. Jucelino diz que não é cupido, dá um conselho espiritual para a pessoa conduzir a sua vida na normalidade. “Para resolver se o marido volta com a mulher e vice-versa, isso não é da minha alçada” (p. 182).

Análise fisiológica do sonho de Jucelino: Dr. Ademir Baptista Silva, SP.
 

Algumas curiosidades (quem quiser ler na íntegra, a partir da p. 183):

-          JNL sonha acima da média. Ele acorda logo após cada sonho. Nesse caso é que a pessoa pode se lembrar do sonho. Padrão de sono das pessoas é uma marca individualizada da pessoa, uma marca genética.  Um homem sonhou que estava apertando um parafuso e estava apertando o pescoço da mulher... A atividade do cérebro quando estamos dormindo é muito maior do que quando estamos na atividade mental mais intensa, acordados. O cérebro gasta mais oxigênio quando sonha do que quando está acordado. Dr. Ademir diz que não estuda o conteúdo do sonho, só o padrão do sono. O sonho é uma maneira de a pessoa resolver um problema (p. 188). O sonho ocupa 10% da vida de uma pessoa. [Muito interessante sobre  sonho – ver metade da p. 188 até p. 202.] Resultado da consulta do Jucelino com Dr. Ademir: do ponto de vista físico, não há nada de errado com Jucelino.


JNL – p. 202 – quando acaba de sonhar: “É uma sensação de inquietação, aflição, impotência, quanto maior for o desastre que esteja visualizando. Ao passar para o papel, não diminui a sensação de dever cumprido. Aí se inicia uma nova etapa: a de certificar-se de que a pessoa com poderes para agir, que tenha recebido a mensagem, decida o que pode ou deve fazer”.
 

p. 204 - Comentário do Autor do livro: “uma  das dificuldades de publicar textos ou pesquisas sobre fatos paranormais está na razão direta de sofrerem influências ou tendências das crenças que estão por trás de quem provoca o fenômeno... se uma pessoa provoca fenômenos paranormais e é adepta de uma determinada religião, ela poderá se justificar que o que lhe ocorreu foi por causa daquela religião”.
 

Por que acontecem fenômenos paranormais em nossas vidas?
1 – Para nos mostrar, conscientizar de alguma coisa ou fato que existe além de nossa capacidade perceptiva sensível.

2 – Para nos provocar, alertar, fazer agir de maneira ativa em determinado assunto ou questão.
 

Proposta dos Estados Unidos para JNL: que só divulgasse informações que interessassem aos Estados Unidos, em troca disso: US$ 5.000 por mês, além de estudos para os filhos. Ele rejeitou, dizendo que a missão dele é divulgar a todo mundo.
 

Jucelino utiliza-se de cálculos com base em uma matemática antiga, egípcia, que não pode revelar, mas que lhe dá a precisão na revelação das datas em seus sonhos.
 

Sobre extraterrestres: tem coisas que pode comentar, outras não.
 

p. 207 – O QUE PODERIA ACONTECER NO PLANETA EM 2043 – 80% população poderá desaparecer

“O meu projeto de trabalho, hoje, é tentar reverter esses problemas futuros. Fazer com que as pessoas se conscientizem, por menor número que sejam, para que mudem sua forma de pensar. Não suas idéias em relação à vontade material, mas se abrirem mais para o lado espiritual. Nós ainda temos um tempo antes que hajam essas mudanças climáticas gigantescas. Temos tempo, mas a partir de DEZEMBRO de 2007 será uma sombra negra que se alastrará para o céu do mundo. Os que estarão aqui vão ver! A partir de janeiro de 2008 começa a infelicidade do ser humano. Isso é o que me preocupa. E, talvez, eu não tenha tempo. Eu aceitei até aparecer na TV. Esse era o meu propósito, ser colocado em xeque, colocado em dúvida. Aceito todas as opiniões céticas, com maior orgulho. Todas as pessoas têm o direito de pensarem o que quiserem. Mas aceitei ser questionado mediante essas condições. Eu preciso correr contra o tempo. É muito curto o tempo, é muito curto. E os meios de comunicação são uma abertura para que a gente possa falar. Pelo menos levar ao conhecimento das pessoas, de que muitos estão indo para o caminho errado. Isso só depende de nós, isso se chama livre-arbítrio. Esse livre-arbítrio, às vezes, leva as pessoas para um buraco sem volta. E nos entristece, pois temos um trabalho conjunto com a parte divina, aí eu ficaria muito triste se algo vier acontecer. Eu não estou aqui para ser um profeta, estou simplesmente para levar a verdade. Falamos de um asteróide que está em rota de colisão com a terra, nenhum astrônomo ainda o localizou, mas ele deve aparecer por volta do ano de 2009, 2010 – vão conseguir vê-lo. E a rota é de colisão. Já enviei correspondência a vários órgãos, inclusive à NASA. Tenho AR de que eles receberam”...
 

Aparições na TV: TV Bandeirantes – (programa do Roberto Cabrini e outros), TV Globo (Jô Soares)
 

Palestra de Jucelino em maio/2005 em Amparo, a convite do Centro de Estudos e Pesquisas Ufológicas. 350 pessoas na platéia. 
 

P. 221 – “Em tendo um terremoto que levará milhares de pessoas a perder suas vidas, acho que você não pode resolver o problema”.
Pergunta do Autor do livro:  Muita gente que tem premonições, quando fica famosa, passa a não acertar nas previsões. Você não tem, com isso, receio de cair no descrédito com uma mensagem que acabe não se concretizando?

“Não, eu fico feliz! Ora, se o fato foi colocado para que as pessoas se cuidem e tomem as suas precauções, se ele não acontecer eu fico feliz. Eu não tenho, de forma alguma, receio que as pessoas irão pensar de mim e nem do meu trabalho, que será contínuo. Ou falar mais ainda. Aí me alimenta mais, para que eu mande mais cartas ainda, porque eu queria que todos não se concretizassem!”
 

“Sabia desde criança que viraria celebridade. Aliás, sabia de todas as etapas pelas quais passaria. Terei vida longa.”
 

Na casa de JNL: são 8 pastas A-Z e outras, repletas de milhares de casos – aproximadamente 3.000 casos.

-          6/1/2005 – Foi convidado pelo Embaixador da Indonésia para ir à Brasília e conversar sobre o que ele havia previsto e aconteceu, o Tsunami.

-           Revelou o esconderijo de Saddan Hussein, mas ainda não foi recompensado – 25 milhões de dólares. Entrou com ação contra os EUA. Esse dinheiro será usado em obras sociais. Dr. Carlos Alberto é seu advogado para essa causa. Hoje é seu amigo pessoal.

-          - O autor, Mário Enzio, conheceu Jucelino em 24/2/05 no Programa do Jô Soares.

-          - Oduvaldo, 60 anos, amigo de Jucelino, o tem acompanhado em entrevistas. Tem servido a ele de motorista.

-          - O Cônsul da Espanha esteve em sua casa. Viu documentos. Mandou-lhe de presente um computador com impressora.

-          Processo: a pessoa manda a carta com a consulta que quer saber. Ele lê e a registra mentalmente. A resposta para essa pessoa virá com o tempo certo. P. ex. o caso mais antigo que tem sem resposta é de 2004. É uma senhora do Mato Grosso. Ela disse que queria se matar. Até hoje não veio um sonho instruindo Jucelino. Ele acha que quando acontece isso é porque trata-se de uma fantasia (a pessoa no caso não quer mesmo se matar). Ou é porque ainda não chegou a hora de ela receber uma informação importante.

-          - É importante, quando da solicitação a Jucelino, mandar uma foto, a data certa do nascimento, nome e um resumo do que está se passando.

-          - “Entram 50, 100 cartas por dia. Há tempos em que entram 200, 300. Cheguei a responder 2.687 cartas em um mês. Até hoje são 87 mil casos”.

-          - Encontro com Chico Xavier. Jucelino foi em 1979 a Uberaba. Estava em uma fila imensa. Pensou que não iria conseguir falar com C.Xavier. De repente alguém bateu em seu ombro e disse que o C.Xavier o estava chamando. C.Xavier estava sentado longe. “Ele não atendia às pessoas, outras pessoas atendiam. Era raro o caso que ele atendia. Até achei uma coisa estranha ele me chamar. E fui lá, entrei em um quartinho. Vi um homem simples, um homem muito educado, conversando comigo. Eu, na esperança de ouvir uma resposta, ele foi falando”: -“O seu nome é Jucelino, não é?” Bem calmo. Respondi: Sim, senhor, meu nome é Jucelino. Ele falou: eu já sei da sua vida. Você é uma pessoa iluminada. Você vai morar em Minas Gerais em 1989, no final de 89. Você vai morar em uma cidade chamada Bueno Brandão. De lá, Sr. Jucelino, o Sr. vai me escrever uma carta, em 1989, do dia da minha morte. Então, para o Sr. ver que nós já temos algo em comum.....”

-          Autor pergunta se tudo na vida está previsto: “Acredito que não é tudo que esteja escrito, não é tudo que é conduzido. Há uma pequena porcentagem, que é o destino da pessoa, que já está traçado. Mas quem traça seu destino é Deus.”

Exemplos de premonições feitas por Jucelino (comprovadas no livro):

1 – Seqüestro de Carlinhos

2 – Edifício Joelma

3 – Espanha I

4 – Elvis, Bee Gees, Beatles, Fred Mercury, Rod Steward, Alice Cooper e Kiss

5 – Kobe, Chernobyl, Escócia

6 – Ayrton Senna  - p. 81, 82 e 83 ANEXAS (relato impressionante!)

7 – Francisco Xavier

8 – Metrô de Tóquio, Waco-Texas, Lula no Brasil, Tráfico de corpos humanos descobertos em Pernambuco (quadrilha)

9 – Atentado às Torres Gêmeas – World Trade Center – Estados Unidos

10 – Santa Catarina, Argentina e MAIS, no futuro

11 – Sílvio Santos

12 – Presidente Fernando Henrique Cardoso e MAIS

13 – Princesa Diana

14 – Tsunami na Ásia

15 – Bali, Berry White, Argentina, Jacques Chirac e MAIS

16 -  Escola de Beslan, na Rússia

17 – Espanha II – Madri

18 – Apresentadora ANA MARIA BRAGA

19 – Presid. Fernando Henrique Cardoso II

20 – Inglaterra- atentados e futebol

21 – Macedônia

22 –Gov. Itamar Franco

23 – Embaixador Sérgio Vieira de Melo e outros ao FUTURO

24 – Congo e Filipinas

25 – Presid. Luiz Ignácio Lula da Silva

26 – Denúncias e respostas

27 – Bolsa de Valores

28 – Papa João Paulo II

29 – Premonições em série

30 – Paraguai

31 – Ilha de Sumatra

32 – Meio-Ambiente

 

- Sobre Mamonas Assassinas – p. 105

- Sobre Indaiatuba – p. 168 - 169

-          Sobre “Mensalão”, p. 236

-          Caso do brasileiro morto no Metrô de Londres – Jean Charles de Meneses – p. 231.

- Carta do BC sobre mensalão/lavagem de dinheiro

-          R$ 150 milhões em Fortaleza – assalto em 07/8/2005

-          Cosmoética = ética para além desse planeta (Waldo Vieira, um amigo do autor). Autor: ética centrada nos valores humanos globais.

Eventos que estariam previstos para os próximos meses (poucos antes da publicação do livro):

-          Terremoto na Turquia – set/2005

-          Nova estiagem no sul do Brasil – pior que a anterior – início: 14/10/05

-          Terremoto em Taiwan – até 16/11/05

-          - Novo ciclone no sul do país – até 23/11/05

-          Escândalo com desvio de dinheiro no fornecimento de alimentos aos presídios brasileiros – fim de 2005 a meados de 2006.

-          aproximadamente em 13/03/2006 – atentado ao novo Papa

-          06/07/2006 – p. 100 – tufão no Sul do país

-          13/7/2007 ou 2008 – Tsunami na Ásia – ondas de mais de 30 m (o ocorrido em 26/12/04 teve ondas de 10 m!)

RESUMO DO LIVRO feito por Salette Mayer de Aquino (coordenadora do Movimento Sonha Barão) em 28/02/06 – Advertência: o livro não é exemplarmente bem escrito do ponto de vista da linguagem. Acredito que o autor, Mario Enzio, tenha querido publicá-lo o mais rápido possível, não tido tempo de aprimorá-lo. Por outro lado, o fato de ter sido escrito em linguagem coloquial ajudará a leitura de maior número de pessoas, o que para a divulgação do conteúdo é de extrema importância.

Obs.: A diplomata Gisela Figueiredo Padovan é Assessora do Ministro Celso Amorim no Ministério das Relações Exteriores, e tomou conhecimento da existência das cartas de Jucelino enviadas à Embaixada da Indonésia em Brasília, quando essa Embaixada solicitou à nossa Embaixada, logo após a ocorrência do tsunami, que localizasse o Professor Jucelino para uma audiência. Nessa ocasião comprovou a existência das cartas arquivadas na Embaixada da Indonésia, enviadas por Jucelino, anos antes, alertando sobre o Tsunami. Desde então, a diplomata tem tentado ser mais uma divulgadora dos sonhos de Jucelino. Em breve entregará um exemplar do livro ao Presidente Lula e à Senadora Marina Silva, pessoalmente. Conheço a diplomata pessoalmente e não tenho dúvidas de que as cartas estão mesmo arquivadas nas Embaixadas.

 

Home

Djweb design