Prefeitura de Cuiab | Semob alerta que validadores de bilhetagem so alvos de vandalismo em instituies de ensino

Validadores de bilhetagem eletrônica têm sido alvos de vandalismo, causando transtornos para os alunos de algumas escolas de Cuiabá e até mesmo em escolas militares. A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) recebeu um relatório da Associação Matogrossense dos Transportadores Urbanos (MTU) mostrando a elevação dos danos causados nesses equipamentos. A Prefeitura de Cuiabá mantém um programa de gratuidade para os estudantes que está sendo prejudicado.

“Os estudantes das escolas dependem desses validadores para acessar o transporte público e chegar às instituições educacionais. Quando os validadores são danificados, os alunos enfrentam dificuldades para validar seus cartões de transporte e, consequentemente, para utilizar o sistema de transporte público. Já existem inúmeros boletins de ocorrência contra isso, e a MTU não está mais querendo arcar com esse prejuízo. É um absurdo o que essas pessoas estão fazendo com esses equipamentos”, explicou o diretor de Transporte da Semob, Nicolau Budib.

Conforme Nicolau, a Semob vai propor à MTU campanhas educacionais nas escolas, ressaltando a importância do sistema de transporte público e o impacto negativo do vandalismo. Também pedirá ajuda aos alunos para criar uma cultura de respeito pelos equipamentos públicos. “Vamos buscar as autoridades responsáveis pelas escolas, que podem estabelecer um diálogo direto com os alunos, e vamos buscar soluções conjuntas para a penalização dos responsáveis. O vandalismo nos validadores de bilhetagem eletrônica representa um problema sério que afeta diretamente os alunos das escolas. Para resolver essa situação, é fundamental adotar medidas de segurança, conscientização, colaboração e aplicação das leis. Somente com esforços conjuntos das autoridades, escolas e comunidade será possível garantir um sistema de transporte público gratuito para todos os estudantes”, concluiu o responsável pelo setor de Transporte da Semob.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *