Alunos da Univesp elaboram minicurso voltado ao Transtorno do Espectro Autista





Estudantes de Pedagogia, do polo Uirapuru, criaram material para formação continuada de professores do Ensino Fundamental



O projeto é dos alunos Djanira Silva, Ilma Hernandes, Luana de Almeida, Luiz Naressi, Marisa de Amorim, Máxima Rocha e Nadijane dos Santos, do curso de Pedagogia

O Projeto Integrador (PI) “Utilizando tecnologias para promover o protagonismo de crianças com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) na assimilação do currículo escolar”, dos alunos Djanira Silva, Ilma Hernandes, Luana de Almeida, Luiz Naressi, Marisa de Amorim, Máxima Rocha e Nadijane dos Santos, do curso de Licenciatura em Pedagogia, polo Uirapuru, da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), é uma proposta para aumentar a inclusão de estudantes do quinto ano do Ensino Fundamental, da EMEF Teófilo Benedito Ottoni, com essa condição.

O trabalho, orientado por Marina Biazotto Frascareli, buscou desenvolver um minicurso virtual como formação continuada e desenvolver novas técnicas pedagógicas, com materiais didáticos para professores, com foco em integrar alunos que possuem TEA.

“O Transtorno do Espectro Autista é um distúrbio que afeta a comunicação, a interação social, o comportamento e habilidade cognitiva. O TEA pode ter sintomas leves a graves e prejudicar diretamente a capacidade do aluno em aprender e desenvolver habilidades. Como resultado, esses estudantes podem ter dificuldades em acompanhar os programas escolares tradicionais e serem incluídos no currículo regular”, explica o grupo.

O projeto foi desenvolvido pelo método de pesquisa qualitativo para buscar entender formas de utilizar recursos digitais na formação de alunos com TEA, protagonistas em seu processo de aprendizagem. Para isso, o grupo entrevistou diversos especialistas na área, como professores, psicólogos e pedagogos. A equipe participou das aulas para entender o processo de ensino e realizou um estudo de caso, acompanhando alunos com TEA para compreender melhor as suas necessidades.

A elaboração do minicurso foi feita após a análise dos dados coletados com base na plataforma educacional “Eu Sou AUTS”, um site infantil interativo com conteúdo lúdico e didático apropriado a alunos com TEA. O minicurso é composto por cinco módulos, com materiais de leitura e reflexão, além de videoaulas com especialistas. Cada módulo possui uma carga horária de 5 horas, totalizando 15 horas de conteúdo.

Resultados
A recepção do Projeto Integrador (PI) por parte do corpo docente da escola aplicada foi positiva e demonstrou animação com a execução da iniciativa. O projeto apresentou um satisfatório potencial educacional no apoio e atenção a alunos com Transtorno do Espectro Autista, além de auxiliar no desenvolvimento de habilidades de comunicação, socialização e trabalho em grupo.

Para mais informações, assista ao vídeo do PI.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *