No primeiro dia útil de funcionamento, seletiva da Avenida Brasil reduz em 65% o tempo médio de viagens dos ônibus – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

A Avenida Brasil – Prefeitura do Rio

O carioca que utilizou o transporte público no primeiro dia útil da seletiva da Avenida Brasil reduziu em 65% o seu tempo de viagem. A faixa foi reaberta no último sábado (07/10) para diminuir o tempo de deslocamento entre os bairros de Guadalupe e do Caju. A CET-Rio está realizando o levantamento do tempo médio de deslocamento dos veículos para analisar o comportamento da Avenida Brasil após a implementação do serviço.

No sentido Guadalupe-Caju, o tempo médio da viagem dos ônibus foi de 22 minutos na seletiva contra 63 minutos no tráfego em geral, nas pistas centrais, no mesmo período da segunda-feira da semana passada. Para os carros, também houve redução no tempo de viagem. Antes, a média era de 63 minutos e, agora, 46. A  medição do tempo do percurso é feito a partir de equipamentos instalados ao longo da via. Foram feitas medições também nesta tarde, no sentido contrário.

A instalação da seletiva da Avenida Brasil é mais uma etapa de preparação para o começo da operação do BRT Transbrasil. A faixa seletiva é para uso exclusivo de ônibus (municipais, intermunicipais e interestaduais). O retorno da seletiva tem por principal objetivo reduzir o tempo de deslocamento das pessoas que utilizam transporte público coletivo. Além disso, vai dar início ao processo de adaptação da região ao futuro funcionamento da Transbrasil.

Como funciona a seletiva da Avenida Brasil:

– A seletiva é formada pela faixa mais à esquerda das pistas, nos dois sentidos da avenida, e tem 22 km de extensão, entre os bairros de Guadalupe e do Caju.

– A seletiva funciona 24 horas por dia, 7 dias da semana.

– Aproximadamente 70 linhas de ônibus deverão utilizar a seletiva para fazer serviço expresso neste trecho da Avenida Brasil. Linhas com serviço parador continuarão nas vias laterais.

– A faixa exclusiva sentido Santa Cruz começa na Estação BRT Vasco da Gama, na altura de São Cristóvão, e termina na Estação Guadalupe.

– A faixa exclusiva sentido Caju começa na Estação Guadalupe e seu término ocorre na Rua Conde de Leopoldina, no bairro do Caju.

– A circulação na seletiva é restrita a ônibus e micro-ônibus, mas também são autorizados veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito, ambulâncias, de policiamento ostensivo ou de preservação da ordem pública.

– O limite de velocidade da faixa é de 70 km/h.

– A faixa será fiscalizada por radar fixo e oito lombadas eletrônicas.

– São 7 kms de trecho segregado, entre o Trevo das Margaridas e a Estação BRT Guadalupe. Os outros 14,8 km da via são sinalizados com faixa branca contínua entre o Trevo das Margaridas e a Rua Conde de Leopoldina, no bairro do Caju.

– A seletiva contará com ampla sinalização, com quatro mil segregadores, 218 placas de trânsito e pictogramas no asfalto.

O Viaduto da Treliça, na altura do Caju, só será permitido para ônibus. Já o Viaduto da Avenida dos Campeões, na altura de Bonsucesso, terá o acesso bloqueado.

Categoria:

  • 9 de outubro de 2023
  • Marcações: Avenida Brasil CET-Rio Prefeitura do Rio prefeitura do Rio de janeiro

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *