Agência Minas Gerais | Kits de irrigação distribuídos pelo Governo de Minas beneficiam agricultores familiares do Triângulo e Alto Paranaíba

Agricultores familiares de 15 municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba receberam, pela primeira vez, kits de irrigação por gotejamento, por meio do programa Irriga Minas, executado pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Com as entregas iniciadas neste mês na região, agricultores como Aparecido Donizete Gonçalves Borges, do município de Campina Verde, já planejam diversificar o cultivo, ampliando a renda familiar.

Experiente no cultivo de hortaliças como alface, abobrinha e quiabo, o produtor recebeu com a alegria a notícia da chegada dos kits de irrigação. “Vai me ajudar muito a produzir e a encarar as dificuldades do dia a dia e ver se as coisas melhoram. Com os equipamentos em mãos, é colocar em prática, lutar para produzir e vender. Se Deus quiser, estarei participando da feira na cidade e acho que vai dar tudo certo”, planeja.

A irrigação vai possibilitar a diversificação das hortaliças plantadas e facilitar o dia a dia do produtor, que não precisará mais regar os canteiros manualmente. “Usar o regador toma muito tempo. Além disso, o gotejamento faz a irrigação de uma forma melhor. Só tenho a ganhar”, comemora.

Investimento

Ao todo foram entregues 196 kits de irrigação, com investimento de aproximadamente R$ 250 mil, em recursos provenientes de emendas parlamentares, via convênio com o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR).

Os conjuntos são compostos por filtro, registro, conectores, bobina de tubo, gotejador in-line, além de caixa d’água com capacidade para 500 litros e tampa, com valor médio aproximado de R$ 1,3 mil cada. A técnica de gotejamento dispensa o uso de bombas.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thales Fernandes, destaca que além de valorizar a agricultura familiar, o programa Irriga Minas gera oportunidade de trabalho e renda. “Com os kits, os produtores podem usar o gotejamento para cultivar alimentos para consumo próprio e comercializar o excedente em feiras livres e mercados institucionais, garantindo novas oportunidades de renda. De janeiro até o fim deste ano, devemos somar 2,3 mil conjuntos de irrigação entregues em todo o estado, priorizando agricultores familiares que participam do Programa Nacional de Alimentação Escolar e do Programa de Aquisição de Alimentos”, afirma.

Seca

Segundo o técnico local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas de Gerais (Emater-MG) Lucas Rodrigues Martins, o município de Campina Verde está situado em uma região com período seco de aproximadamente seis meses, o que dificulta a produção. “O índice anual de chuvas é de 1,4 milímetros, concentradas no período de outubro a março. Nos outros meses de seca, os agricultores familiares têm dificuldades de produzir e diversificar a produção por conta desta restrição hídrica”, detalha.

O sistema de irrigação por gotejamento é uma das principais vantagens apontadas pelo técnico. “Atualmente, é um dos sistemas mais eficientes que temos na agricultura. O aproveitamento da água é superior a 90%, a irrigação no pé da planta é mais eficiente, evita a incidência de doenças, na medida em que não molha a parte aérea das plantas, entre outras vantagens. Além de diversificar a produção, os produtores contemplados terão uma maior janela de produção, aproveitando melhor os preços dos produtos”.

A secretária Municipal de Agricultura de Campina Verde, Laísa Cristina da Silva Santos, destaca a importância do programa. “Muitos produtores que já participaram da feira municipal tiveram que parar em função das dificuldades com a irrigação. Com esses kits, eles vão conseguir manter a produção e estar presentes no mercado de maneira mais efetiva”, afirma.

Além de Campina Verde que recebeu 20 kits de irrigação, estão sendo beneficiados com as entregas os municípios de Iturama (15), Limeira do Oeste (15), Prata (20), Araporã (10), Frutal (10), Ituiutaba (10), Monte Alegre de Minas (10), União de Minas (16), Uberaba (15), Delta (10), Douradoquara (15), Sacramento (10), Conceição das Alagoas (10), Carneirinho (10).

Balanço

Em 2021, o Governo de Minas entregou 704 kits de irrigação nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, no Norte de Minas e no Vale do Rio Doce, beneficiando mais de 700 produtores em 59 municípios. Em 2022, outros 12 conjuntos foram entregues à Fundação Educacional Caio Martins (Fucam), destinados a ações educacionais.

Dentre as parcerias na execução, está o Projeto Raízes de Minas, inserido no Programa Percursos Gerais, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e voltado para os principais problemas sociais vividos em regiões vulneráveis do estado. São ações que contribuem para que as famílias e os indivíduos em situação de pobreza e extrema pobreza possam caminhar em direção à autonomia, por meio da garantia de condições para a geração de renda. 

Em 2023, até o momento, foram entregues mais de 1,4 mil kits para agricultores em 76 municípios. Para todo o ano, está prevista a entrega de 2,3 mil conjuntos de irrigação, com um investimento total de mais de R$ 1,6 milhão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *