Prefeitura anuncia avanço das obras de mobilidade do Programa “Sorocaba Tem Pressa” – Agência de Notícias

 

Esta segunda etapa abrange, pelo menos, 15 empreendimentos viários que começam a ser executados a partir deste ano. Outras obras do programa, lançado em 2021, estão em andamento acelerado, sendo que viadutos e pavimentações de importantes vias já foram concluídos e entregues.

 

A Prefeitura de Sorocaba anuncia avanço do programa “Sorocaba Tem Pressa”, uma iniciativa criada em 2021 pela atual Administração Municipal, com o objetivo de conferir agilidade às obras de mobilidade em andamento e iniciar novos empreendimentos nessa área. A nova etapa contempla, pelo menos, 15 empreendimentos viários urbanos, cujas obras começam a ser executadas a partir desde ano. No total, o programa abrange mais de 35 iniciativas, atendendo a todas as regiões da cidade, das quais 10 já foram concluídas e 11 estão em andamento avançado.

“Gradativamente, as obras têm saído do papel. São iniciativas esperadas há décadas pela população, com o propósito de aumentar a fluidez de trânsito, agilizar o tempo de viagem, trazer mais conforto e segurança, em resumo, impactar positivamente na qualidade de vida da população. Detalhe é que as obras prestes a começar já estão todas com os processos licitatórios em andamento”, aponta o prefeito Rodrigo Manga.

Os investimentos no “Sorocaba Tem Pressa”, sobretudo, são realizados por meio de financiamentos previamente aprovados pela Câmara Municipal junto à Corporação Andina de Fomento (CAF), ao Fonplata – Banco de Desenvolvimento e ao Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), que podem chegar a US$ 126 milhões (US$ 70 milhões da CAF, US$ 40 milhões do NDB e US$ 16 milhões do Fonplata), além de parcerias com a inciativa privada e emendas parlamentares, além de parte com recursos próprios da Administração Municipal.

 

Novas obras

Entre as obras a serem iniciadas, financiadas pela CAF, estão: Minicidade do Trânsito no Parque Tecnológico de Sorocaba (prevista para ser entregue em 2024); implantação de viaduto de ligação das Avenidas Fernando Stecca e Independência (em fase documental – prazo de 12 meses e entrega em 2024); construção da Marginal Direita do Rio Sorocaba, que contemplará aproximadamente 1.800 metros de via, entre a Alameda Batatais e a Rua Padre Madureira (em licitação – começa em 2024 e termina em 2025); ponte sobre o Rio Sorocaba, interligando a Av. Arthur Bernardes e a Av. XV de Agosto (fase de projeto – começa em 2024 e termina em 2025); Parque Metropolitano, integrando Jardim Botânico, Parque das Águas, Porto das Águas, Parque Linear do Rio Sorocaba e antigo aterro sanitário (começa em 2024 e termina em 2025); e a segunda fase da Marginal do Córrego Itanguá e Parque Linear Itanguá (licitação com empresa definida – começa em 2024 e termina em 2025 – 18 meses).

Nessa lista, também está inclusa a construção da Nova Rodoviária, com valor estimado de R$ 63 milhões. Serão cinco pavimentos, com instalações similares ao conceito utilizado na edificação de aeroportos, incluindo centro comercial com praça de alimentação, terminal de ônibus urbano, rooftop (terraço), jardins e estacionamentos, entre outros espaços ao público. A previsão é que a obra comece em 2024 e termine em abril 2025.

“Aliás, vale destacar que o edital de contratação da empresa que vai construir a nova Rodoviária, na altura do quilômetro 106 da Rodovia Raposo Tavares, será publicado nos próximos dias. Essa será uma das principais obras executadas pela atual gestão municipal, empenhada em suprir o desenvolvimento urbano”, aponta Jessica Pedrosa, superintendente do Centro de Aceleração Desenvolvimento e Inovação (CADI). Esse setor, ligado à Secretaria de Administração (Sead), é o responsável pelo gerenciamento dos convênios internacionais para obras do “Sorocaba Tem Pressa”.

Pelo Fonplata, também há empreendimentos previstos que estão em fase de projeto ou licitação: ligação da Rua Francisco Augusto, no Jd. São Guilherme 2, com a Rua Alcindo Leite, no Jd. Paulista (empresa definida – começa em 2023 e termina em 2024); ligação da Av. Olinda Aires Paulete, no Jd. Santa Lúcia, com a Av. Ulysses Guimarães (empresa definida – começa em 2023 e termina em 2024); travessia sobre córrego interligando as Rua Walter Lacava e Nelson Juliano, entre os bairro Wanel Ville 4 e Villágio Torino (começa em 2023 e termina em 2024); alteamento da Av. XV de Agosto (fase de projeto –  começa 2024 e termina em 2025); interseção da Av. Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, junto ao córrego Piratininga, no Jardim Guariglia (fase de projeto – começa no 2º semestre de 2024 e termina em 2025) e trincheira (Minitúnel no cruzamento das Avenidas Antônio Carlos Comitre, Washington Luiz x Barão de Tatuí (fase de projeto – começa no 2º semestre de 2024 e termina em 2026).

Em contrapartida, via Banco NDB, está prevista a pavimentação asfáltica e construção de ponte compondo o complexo viário de ligação entre os bairros Parque São Bento e Residencial Carandá (fase de contratação de projeto – começa em 2024 e termina em 2025 – 12 meses). “Esse empreendimento, somando ao Minitúnel na região do Campolim, sem dúvida, serão os dois principais envolvendo o Fonplata e o NDB. Ou seja, são ações, desde a Zona Sul até o extremo da Zona Norte, atendendo toda a população da nossa cidade”, completa a responsável do CADI.

 

Em andamento

Da mesma forma, seguem em andamento, em ritmo acelerado, os seguinte empreendimentos do “Sorocaba Tem Pressa”: duplicação de 1,5 quilômetro Avenida Pereira da Fonseca e  pavimentação da Rua Prof. João Franco de Almeida Filho (CAF – com entrega em 2024); duplicação e pavimentação de 4 km da Avenida Três de Março (CAF – entrega em 2024); interligação das Avenidas Antônio Carlos Comitre e Mário Campolim, com a Rua Romeu do Nascimento (CAF – entrega em 2024); recuperação de infraestrutura em 110 km de vias nas regiões Norte, Leste, Oeste e Central (Fonplata e NDB – entrega em 2024), incluindo instalação de ciclovias, calçadas, iluminação pública com tecnologia de LED e urbanismo.

Ao passo que a pavimentação das ruas Rodolfo Garcia e Miguel Ascêncio, bem como de suas travessas em Brigadeiro Tobias, tiveram início nesta quarta-feira (11) e têm prazo de entrega de 12 meses, via Fonplata. “A exemplo desta obra, o CADI acompanha, de perto, cada projeto, para que todas as fases, desde a licitação até a fiscalização do pós-obra, ocorram da maneira mais célere possível, sempre prezando pela excelência do serviço executado”, explica o engenheiro Rodrigo Faria, que integra a Unidade de Execução de Programa (UEP) do CADI.

Nessa lista, também estão incluídas obras em parceria com a iniciativa privada ou realizadas pela Serpo ou outras Secretarias Municipais, além do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). São elas: pavimentação da Rua Prof.ª Célia Cangro Marques Mendes (Jardim do Paço) e de vias no Jardim Marli; a substituição de uma travessia do córrego Itanguá (Rua José Parra Sanches, no Jd. Marli) e outra no córrego Piratininga, com finalização de obras prevista para este ano. Com essa sistemática, também ocorre a duplicação da Rua Vicente do Amaral; a pavimentação da interligação entre a Av. Três de Março e a Rua Raquel Jacob e a construção do Corredor Oeste do BRT, mais o Terminal Ipiranga e o Miniterminal no Jardim Tatiana, todas melhorias com prazo de entrega no primeiro semestre de 2024.

“É possível notar que muitas das obras permitem a ligação direta entre bairros, criando rotas alternativas de entrada e saída nos bairros, como forma de desafogar o fluxo de veículos nos corredores principais da cidade. Essas iniciativas se somam a outras, como abertura de acessos em vias, revitalização de sinalização, pavimentações e às ações diárias de controle de tráfego executadas diariamente pela Semob, sobretudo em cruzamentos de vias mais movimentadas”, comenta o secretário da Semob, Carlos Eduardo Paschoini.

 

 

 

Já concluídas

Um pacote de obras do “Sorocaba Tem Pressa” já atende a população, a partir da entrega de empreendimentos, como os viadutos “Marcos Jacob” (CAF), sobre a Av. Itavuvu – Zona Norte, e “Fernando Dini Neto” (CAF), sobre a Av. Ipanema – Zona Norte; a requalificação asfáltica de vias no Parque São Bento, na Zona Norte (CAF) e o viaduto e a primeira fase da Marginal do Córrego Itanguá (CAF).

Outras melhorias já entregues foram as obras de macrodrenagem no Jardim Nilton Torres (NDB); a pavimentação da Rua Augusto Lippel, na Zona Sul; os serviços de drenagem e pavimentação do Jardim Jacutinga (Zona Oeste); a requalificação da Avenida General Motors, na Zona Norte; a troca de travessia sobre córrego no Jardim Piratininga e outra no Jardim Mathilde, ambas na Zona Leste, entre outras.

“Um diferencial é que as obras entregues, em geral, englobam também a construção de ciclovias, calçadas, rede de águas pluviais, instalação de sistema de iluminação pública com tecnologia de LED, entre outras vantagens que favorecem a circulação de pessoas, seja a pé, de carro ou bicicleta”, aponta o prefeito Rodrigo Manga.

 

Mais obras

Além dos empreendimentos que fazem parte do programa “Sorocaba Tem Pressa”, uma série de outras obras e melhorias está em andamento no município. Inclusive, o site www.sorocaba.sp.gov.br/obras traz informações detalhadas sobre cada um delas, além de imagens dos locais.

Entre as obras em destaque, estão: a construção da Clínica Veterinária Municipal na Zona Norte (iniciada em janeiro de 2023, com prazo de execução de 14 meses); a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Pitico, cujas obras finalizam em dezembro deste ano e uma das três novas linhas de tratamento instaladas já está em operação; Instalação do Parque de iluminação 100% LED em toda a cidade, com moderno mecanismo de telegestão; a construção do Reservatórios de Detenção de Cheias (RDC) Jardim Maria do Carmo (Zona Norte) Parque Vitória Régia (Zona Norte) e Parque dos Italianos, no Jardim Los Angeles (Zona Oeste), a serem concluídas em 2024; além de 17 unidades de ensino que estão em fase de construção, das quais nove creches (Vila Almeida, Villágio Milano, Santo Amaro, Júlio de Mesquita Filho, Jardim Monterrey, Jardim Alpes, Jardim Itália, Pq. São Bento e Jardim dos Pássaros) estão em andamento e duas já foram entregues (Centros de Educação Infantil – CEIs 137 e 138).

“Há investimentos em todas as áreas e não podemos nos esquecer da Saúde, pois, além dos cinco Pronto-Atendimentos (PAs) abertos pelo atual Governo na cidade, nos próximos dias, será anunciada a primeira etapa da construção do Complexo Hospitalar Municipal, na Zona Norte. Uma obra tão sonhada pela população e que começa a se tornar realidade”, finalizou o Rodrigo Manga.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *