Agência Minas Gerais | Governadores do Sul e Sudeste defendem ações conjuntas contra o crime organizado e formação de corredores verdes para preservação ambiental

O governador Romeu Zema e o vice-governador Professor Mateus participaram, nesta sexta-feira (20/10), do segundo dia de atividades da 9ª edição do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), realizado na cidade de São Paulo. Os chefes do Executivo dos sete estados que compõem o consórcio participaram dos Grupos de Trabalho (GTs) de Segurança Pública e Meio Ambiente, que estão debatendo medidas integradas para as áreas de Segurança Pública e Meio Ambiente. As pactuações serão apresentadas na tradicional carta de intenções, ao fim do encontro.

Esta edição do Cosud tem como pauta principal o desenvolvimento do Tratado da Mata Atlântica e a criação de corredores ecológicos regionais, além do enfrentamento ao desmatamento ilegal e ações que auxiliam nos objetivos de descarbonização Sul e Sudeste. Outro mote é o reforço da segurança pública no combate ao crime organizado, tomando medidas como o compartilhamento de estratégias, tecnologias, metodologias e informações que deram certo em cada estado.

Vale lembrar que, além destes, outros grupos temáticos estão discutindo e formatando ações conjuntas. Além dos mencionados, estão sendo trabalhadas as seguintes áreas: Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; Fazenda, Planejamento e Previdência; Saúde; Cultura; Turismo; Educação; Desenvolvimento Econômico; Infraestrutura, Logística e Transportes; Meio Ambiente; Agricultura e Pecuária; Desburocratização Inovação e Tecnologia; Transparência, Controladoria e Ouvidoria; Esportes; Juventude; Políticas para a Mulher; Governança do Cosud; Habitação; Instituições de Fomento; Defesa Civil; e Procuradoria-Geral do Estado.


Gil Leonardi / Imprensa MG


Segurança Pública

O primeiro GT que contou com a participação dos governadores foi o de Segurança Pública. Na oportunidade, os representantes dos estados fizeram uma apresentação mostrando ações que poderão ser implementadas pelas forças de segurança para fortalecer o combate ao crime organizado.

“Na segurança pública, houve uma definição de que faremos uma luta em prol de mudanças na legislação para que possamos combater com mais eficácia o crime organizado. Mesmo os estados do Sul e do Sudeste estando entre os mais seguros do país, nós queremos muito mais. E o crime organizado vai ter, a partir de agora, muito mais trabalho, porque estaremos atuando em conjunto, de maneira coordenada, para combatê-los”, disse o governador Romeu Zema.

Representando o Governo de Minas no grupo de trabalho, o secretário adjunto de Estado de Segurança Pública, coronel Edgard Estevo, ressaltou que o objetivo das forças é construir uma segurança pública de qualidade, pois, sem isso, não é possível garantir saúde, educação e desenvolvimento econômico.

“Por isso, é uma pauta essencial para todos os estados. O GT está discutindo assuntos importantes, como integração e compartilhamento de dados e a formação de um gabinete integrado que possa reunir uma governança colegiada de segurança pública para todos esses estados”, disse.

“A partir do momento que construirmos esse gabinete integrado, e com o compartilhamento de todos os estados, informações importantes passarão a ser colocadas à disposição de cada uma das forças de segurança, apoiando o trabalho de inteligência e facilitando as operações de combate ao crime”, acrescentou Estevo.

Meio Ambiente

Dentre as pautas discutidas por este outro grupo que teve a presença dos governadores, a principal é o desenvolvimento de um programa de plantação de árvores nos estados, com o objetivo de alcançar um bilhão de mudas plantadas nas sete unidades federativas nos próximos dez anos.

Para o vice-governador Professor Mateus, a ação contribui para a preservação da Mata Atlântica. “A meta é garantir o plantio de cem milhões de árvores nos sete estados ao longo do mandato dos atuais governadores, e também o compromisso de, com isso, formar corredores verdes para que a gente tenha também uma recuperação da fauna e da flora”, destacou.

A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília de Melo, reforçou a importância da criação de um corredor ecológico de Mata Atlântica entre os estados Sul e Sudeste, o que passa por um processo de restauração florestal, plantio de mudas e outras ações.

“A segunda linha de atuação é o controle para garantir a manutenção e continuidade desse grande mosaico de conservação da Mata Atlântica, e isso passa por imagens de satélite que os estados já usam, aprimoramento e tecnologias de monitoramento da cobertura vegetal”, explicou.

As medidas já desenvolvidas por Minas Gerais também foram destacadas pela secretária como forma de contribuição para o programa.

Gil Leonardi / Imprensa MG

“Nós temos ações e projetos nessa linha de restauração florestal, de conservação. Inclusive, está na nossa meta uma recuperação e conservação de 20 mil hectares por ano. Desta forma, as nossas ações que já estão em execução são agregadas a essa meta, mas a gente busca aprimorar e também crescer em relação às áreas conservadas no nosso estado”, finalizou.

Ordem do Ipiranga

Ainda nesta sexta-feira, o governador Romeu Zema foi condecorado com a medalha da Ordem do Ipiranga – Grã-Cruz, a maior honraria de São Paulo, que reconhece personalidades que tenham contribuído com o desenvolvimento do estado.

Os outros quatro governadores presentes na cerimônia também foram contemplados: Eduardo Leite (RS), Cláudio Castro (RJ), Renato Casagrande (ES) e Ratinho Junior (PR).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *