Agência Minas Gerais | Multivacinação: regionais de Saúde e escolas municipais fazem grande mobilização em todo o estado para ampliar coberturas vacinais

SRS Governador Valadares


Todo o estado de Minas Gerais está mobilizado, desde 21/10, para a atualização dos cartões de vacinação de crianças e adolescentes. No contexto da campanha de Multivacinação, que vai até este sábado (4/11), o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), promoveu também a estratégia para além dos muros das salas de vacinação tradicionais.

Com apoio dos municípios, a imunização também vem sendo feita dentro das próprias escolas das crianças e adolescentes menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias).

A vacinação extramuros é parte da estratégia do Estado para que os 853 municípios mineiros possam aumentar a cobertura vacinal, além de controlar e até mesmo erradicar doenças. Soma-se a ela o Vacimóvel, uma van adaptada para que seja um pequeno centro de vacinação itinerante para atendimento às pessoas. Neste momento, o ponto central da campanha é atender todos aqueles que, por qualquer motivo, não têm o registro de doses administradas de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação.

Pelo menos 15 Unidades Regionais de Saúde em Minas realizaram ação simultânea nesse período. A maioria teve o dia 30/10 como “dia D” da estratégia de vacinação nas escolas, somando os esforços do Governo de Minas, prefeituras e Ministério da Saúde.

Macrorregião de Saúde Norte

Com direito um adesivo “Certificado de Coragem”, aproximadamente 200 crianças da Escola Municipal Du Narciso, no bairro Village do Lago II, em Montes Claros, participaram da Campanha de Multivacinação implementada pela SES-MG no dia 30/10. A iniciativa da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros e das secretarias municipais de Saúde e de Educação do município envolveu crianças com idade entre 6 e 10 anos, matriculadas em uma das maiores escolas municipais da zona Norte da cidade, com mais de mil alunos.

Em Januária, também no dia 30/10, a Gerência Regional de Saúde participou da vacinação de crianças entre 0 e menores de 15 anos na Escola Municipal Joana Porto. As crianças e adolescentes receberam as vacinas, atualizando seus cartões de vacinação, sendo as principais os imunizantes Influenza; seguida de HPV, com 16 aplicações.

Para a dirigente da GRS de Januária, Ioná de Carvalho Lisboa, “a vacinação em escolas é uma boa estratégia pois vai ao encontro do público, no seu ambiente cotidiano, que é a escola”, disse.

Em Pirapora, a ação ocorreu na Escola Municipal Matilde Cordeiro de Aquino. Mais de 300 crianças e adolescentes tiveram seus cartões de vacinação avaliados.

Macrorregião de Saúde Sudeste

Em Leopoldina, a ação estratégica de Multivacinação nas Escolas ocorreu na Escola Municipal Ribeiro Junqueira.

A dirigente da GRS Leopoldina, Rafaela Chiconeli Mana Valerio, avaliou a vacinação extramuros como “uma estratégia importante para atualizar a caderneta de vacinação e prevenir doenças”. Segundo ela, a ação facilita o acesso de crianças e adolescentes à vacina, “além de sensibilizar os pais e os responsáveis sobre a importância da vacinação”, completou.

Macrorregião de Saúde Oeste

A Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis também promoveu a vacinação de crianças entre 2 e 12 anos no dia 30/10. A ação ocorreu na Escola Municipal Dionísio Joaquim Rodrigues, em parceria com a prefeitura da cidade.

Mais de cem crianças receberam as vacinas e tiveram seus cartões verificados. A estratégia de vacinar as crianças em ambiente escolar tem sido uma rotina adotada pelo município, como explicou o secretário municipal de Saúde de Divinópolis, Alan Rodrigo da Silva.

“Temos conseguido avançar significativamente na cobertura vacinal com esta estratégia. Ações como esta têm apresentado resultados positivos na cobertura vacinal”, pontuou o secretário. A iniciativa, em andamento de forma simultânea, em outras regiões do estado, foi outro ponto destacado, desta vez pela superintendente regional de Saúde de Divinópolis, Kênia Carvalho. “Tem o objetivo também de sensibilizar os pais para manter os cartões de vacinação de crianças e adolescentes em dia”, avaliou.

Foram disponibilizadas as vacinas do calendário de imunização, entre elas covid pediátrica e baby. A meta para vacinação para crianças é de 95%, exceto para as da rotavírus e BCG, ambas com meta de 90%. Para adolescentes, o objetivo é o de alcançar, no mínimo, 80% de vacinação deste público.

Macrorregião de Saúde Noroeste

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Patos de Minas, em colaboração com a prefeitura da cidade, está realizando a Campanha de Multivacinação em escolas, com o objetivo de imunizar aproximadamente 9.500 crianças e adolescentes da região. 

No dia 30/10, a equipe de saúde da Prefeitura de Patos Minas promoveu a vacinação de mais de 400 crianças no Colégio Marista, que estão na faixa etária entre 9 e 14 anos. Segundo Maíra Lemos, dirigente da SRS Patos de Minas, foi fundamental para o sucesso da campanha “a colaboração com as instituições de ensino e a mobilização da comunidade escolar”.

Macrorregião de Saúde Sul

Em Varginha, também em 30/10, a Superintendência Regional de Saúde (SRS) participou da vacinação de crianças e adolescentes entre 5 e 12 anos, na Escola Municipal Matheus Tavares. Apenas no turno da manhã, a equipe de imunização avaliou 142 cartões de vacina. Destes, 120 estavam em dia e 22 crianças e adolescentes receberam as vacinas que estavam em atraso.

A secretária municipal de Educação de Varginha, Juliana de Paula Mendonça, destacou que o espaço da escola é um facilitador para os pais na imunização. Segundo ela, a intenção é que se faça essa ação em todas as unidades escolares. “O objetivo é vacinar todas as nossas crianças”, disse.

O Dia D de imunização, no município de Varginha, foi realizado em 28/10 e contou com a presença de 1.331 pessoas nas salas preparadas. Do total de participantes, 857 foram vacinados com diversos imunizantes e 474 estavam com os cartões em dia.

Em Passos, a Superintendência Regional de Saúde reuniu a Superintendência Regional de Ensino e Secretaria Municipal de Saúde de Passos para alinhar a ação extramuro nas escolas e, para iniciar o trabalho no dia 30/10, foi definida a Escola Estadual Nazle Jabur, que tem 1.346 alunos dos níveis fundamental, médio e ensino técnico.

Macrorregião de Saúde Leste

A Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares participou da vacinação de crianças entre 1 a 5 anos na escola municipal Dona Lina Martelli, no bairro Santa Rita, também no dia 30/10.

Foram vacinadas mais de 61 crianças, que tiveram a oportunidade de atualizar os seus cartões de vacinação, Mais de 104 doses de vacinas foram aplicadas, sendo as principais as dos imunizantes contra a febre amarela, influenza e contra covid-19. No dia 31/10, a equipe de Imunizações da Prefeitura Municipal de Governador Valadares retornou à escola para continuidade das ações, para vacinar as 404 crianças matriculadas.

Para o superintendente regional de Saúde de Governador Valadares, Rômulo Batista Gusmão, “a comunidade escolar é estratégica” e “tem a liderança da direção, dos professores, ajudando a engajar toda a comunidade” disse.

O dia 30/10 também foi de mobilização em Mantena. A SRS Governador Valadares esteve no município e participou da vacinação de crianças entre 1 a 5 anos na Escola Municipal Mario Rigamont, em parceria com a prefeitura da cidade.

Com direito a atividades recreativas, pipoca e muita música, as mais de 37 crianças tiveram a oportunidade de atualizar os seus cartões de vacinação. Foram mais de 41 doses de vacinas aplicadas, sendo as principais os imunizantes contra a febre amarela, gripe (influenza) e reforço contra a poliomielite.

O superintendente regional de Saúde de Governador Valadares, Rômulo Batista Gusmão, destacou a importância da parceria entre Estado e municípios. Segundo ele, “o Governo de Minas tem investido fortemente nessa integração”. Para o superintendente, a escola pode ser grande protagonista na divulgação de informações e promoção da saúde.

Macrorregião de Saúde Triângulo Norte

Em Uberlândia foi montada uma sala de vacina móvel, na qual crianças da Escola Municipal Maria Pacheco Rezende foram vacinadas e receberam o certificado de coragem do Zé Gotinha.

Representantes da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, Polícia Militar, vereadores, secretários municipais, Conselho Municipal de Saúde, associação comercial, entidades religiosas e comunitárias, imprensa e representantes da saúde estiveram presentes na ação de multivacinação, promovida pela SES-MG. 

Segundo o superintendente regional de Saúde de Uberlândia, Marcelo José Pires Ferreira, as coberturas vacinais estão caindo nos últimos anos, e recuperar os altos índices é um esforço da saúde em parceria com a sociedade. Por lá, a iniciativa também definiu o dia 30/10 como data-chave.

Macrorregião de Saúde Noroeste

Em Unaí, a Gerência Regional de Saúde (GRS) de Unaí participou, em 26/10, da campanha de multivacinação de crianças entre 5 e 15 anos, na Escola Estadual Domingos Pinto Brochado, em ação estratégica de Multivacinação nas Escolas promovida pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em parceria com a Prefeitura de Unaí e a Superintendência Regional de Ensino do município. 

Mais de 50 crianças e adolescentes receberam as vacinas, atualizando seus cartões de vacinação. Foram mais de 50 doses de vacinas aplicadas, sendo mais procurados os imunizantes contra covid-19, gripe e outras vacinas de rotina.

Aurora Pires de Carvalho, superintendente regional de ensino de Unaí, reforçou a importância da vacinação e da ação nas escolas. Segundo ela, “contribuir para a campanha significa não só aumenta a cobertura vacinal, mas também contribui para a saúde da população escolar”.

Macrorregião de Saúde Centro

Zé Gotinha, mascotes, a banda da Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte e o Mobiliza SUS animaram a ação de Multivacinação na Escola Municipal Dr. Júlio Soares, no bairro Granja de Freitas, na capital mineira, na segunda-feira (30/10)

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, o secretário municipal de Saúde de Belo Horizonte, Danilo Borges Matias, e o diretor do Programa Nacional de Imunizações, Eder Gatti, estiveram presentes e acompanharam a vacinação dos alunos da instituição menores de 15 anos. 

“A ação na escola foi para falar sobre a importância da vacinação e ampliar o acesso aos imunizantes. É preciso trazer a campanha para as escolas, sensibilizando alunos e também formando os futuros pais e tios que vão imunizar suas crianças. A vacinação fora dos muros das unidades de saúde continuará por todo o ano em Minas”, disse Baccheretti.

Para incentivar os municípios a desenvolverem ações de vacinação, o Estado está disponibilizando o Vacimóvel e repassando incentivos de mais de R$ 160 milhões. 

A união entre educação e saúde foi enfatizada pelo representante do Ministério da Saúde.

“O Estado de Minas Gerais tem se mostrado um grande parceiro e tem levado a pauta de imunização muito a sério. É muito representativo que todos, saúde e educação, estejam unidos para recuperar as coberturas vacinais no país”, destacou Gatti.

“São ações como essa que realmente demonstram a importância das parcerias e da intersetorialidade. Reforço ainda que vacinar é um gesto de cuidado coletivo”, ressaltou o secretário municipal de Saúde de BH, Danilo Matias.

Sete Lagoas também teve ação no dia 30/10. Na Escola Municipal Professor Galvão (Caic – Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente). Sob coordenação da equipe da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Sete Lagoas, quase 300 crianças foram atendidas e tiveram seus cartões conferidos. Destas, 151 receberam doses de vacinas, completando os esquemas vacinais que faltavam em seus cartões.

A diretora da unidade de ensino, Maria Fátima de Carvalho Silveira, disse esperar que a iniciativa de unir Educação e Saúde se repita mais vezes e conte cada vez mais com a adesão dos estudantes.

“Eles foram conscientizados da importância da vacina, eles mesmos fizeram parte da divulgação e da conscientização dos colegas, e procuraram de verdade se engajar nessa campanha”, contou a diretora.

As crianças e adolescentes receberam mais de 150 doses de vacinas, sendo 70 de Influenza, 15 de meningocócica ACWY, 53 de prevenção ao HPV, quatro de hepatite B e, nove dTpa contra difteria e tétano. 

O superintendente Regional de Saúde de Sete Lagoas, Fabrício Júnior Alves Teixeira, ressaltou como essa estratégia de realizar uma campanha de vacinação extramuros nas escolas está alinhada com o Planejamento Estratégico do Governo do Estado.

“Um dos objetivos da SES-MG é alcançar o maior nível de cobertura vacinal para prevenir internações e óbitos”, disse o dirigente. “Consideramos o ambiente escolar ideal para promover essa conscientização sobre a importância da prevenção e da responsabilidade individual na saúde pública”, defendeu Teixeira. 

Investimentos

Para todo o estado, o Governo de Minas está investindo mais de R$ 260 milhões em ações de imunização fora das salas de vacinação tradicionais. Serão R$ 165 milhões em premiação àqueles que se aproximarem gradativamente da meta de 95% de cobertura, com vacinação em 80% das suas escolas, e outros R$ 100 milhões para a compra de unidades itinerantes.

Todos os municípios com mais de 50 mil habitantes já receberam o recurso para ter seu próprio Vacimóvel – veículo equipado com refrigeração, pia para higienização, cadeiras e mesas, além de armários e com toda estrutura adequada para que as equipes de vacinação realizem seu trabalho com eficiência e segurança. Os demais serão contemplados por meio dos consórcios de saúde, que também receberão recursos para compra, num total de 253 veículos.

 

Saiba mais em: www.saude.mg.gov.br/vacinamaisminas.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *