Regulação Municipal oferta atendimentos para homens a partir de 50 anos

Os atendimentos são voltados ao público masculino, a partir dos 50 anos, com histórico familiar ou que precisam fazer acompanhamento rotineiro. Estarão sendo ofertados, de segunda a sexta-feira, das 9h às 13h, teste de glicemia, aferição de pressão arterial, testes rápidos para detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), atendimento com médico clínico, além de encaminhamento e marcação de consultas com urologistas e exames de PSA e ultrassonografia da próstata.

“A partir da próxima quinta-feira (9), até o último dia do mês de novembro estaremos com mais um ponto de oferta de serviços para o cuidado com a saúde do homem. Ao chegar a nossa Central, o usuário será acolhido, passará por uma triagem e por atendimento médico, que fará os encaminhamentos necessários para as consultas e exames especializados. Após isso, nossos colaboradores já farão a marcação e o usuário já sairá com a data do exame s/ou consulta”, explica a diretora da Central de Regulação, Gabriela Azevedo.

Pela ação, serão atendidos 20 pacientes por dia. Apesar dos atendimentos, a rotina de funcionamento da Central de Regulação não será alterada, que seguirá com a prestação dos demais serviços. Para maiores informações, a população pode entrar em contato através dos números (83) 3213-7630 ou 3218-9861.

Novembro Azul É um movimento internacional para alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. Porém, além de incentivar o cuidado acerca do diagnóstico da doença, a orientação do Ministério da Saúde é que os gestores e profissionais busquem sensibilizar os homens sobre o autocuidado e cuidado integral à saúde já hábitos saudáveis reduzem os fatores de risco de prevalência do câncer.

Em João Pessoa, a Rede Municipal de Saúde oferece assistência integral à população masculina desde a Atenção Básica, nas unidades de saúde da família, até os serviços especializados como as policlínicas, hospitais e centros de práticas integrativas e complementares à saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *