Prefeitura de Cuiab | Secretaria encerra os ’21 dias pelo fim da violncia contra a mulher’ com a campanha do Lao Branco

A jornada de 21 dias pelo fim da violência contra a mulher, promovida pela Prefeitura de Cuiabá através da Secretaria Municipal da Mulher, chegou ao seu encerramento nesta quarta-feira (6), no auditório do Palácio Alencastro.

Mais de 60 servidores da sede da administração municipal participaram da campanha Laço Branco, marcando o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, conforme estabelecido pela Lei nº 11.489, de 20 de junho de 2007.

A palestra foi conduzida pelo promotor de Justiça Tiago de Souza Afonso, do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar do Ministério Público de Mato Grosso.

O titular da 15ª Promotoria de Justiça Criminal destacou a presença ativa dos servidores homens durante a explanação como um sinal de mudança na sociedade patriarcal em que vivemos.

“É crucial que os homens exerçam uma abordagem responsável, tanto na maneira como tratam suas esposas quanto na educação de seus filhos e no apoio emocional a essas crianças, para que elas se tornem pessoas melhores e acabem com essa cultura machista”, explicou.

Nessa perspectiva, a titular da pasta, Cely Almeida, destacou o trabalho realizado nas escolas municipais, cumprindo a lei 14.164/21, de autoria do deputado federal Emanuelzinho.

“Estamos focados no trabalho realizado nas escolas, especialmente na Semana Escolar de Combate à Violência Doméstica, uma proposta do deputado Emanuelzinho que tem ajudado a conscientizar nossas crianças sobre como construir uma sociedade mais igualitária e sem discriminação de gênero”, enfatizou.

O promotor também respondeu a várias perguntas e dúvidas dos servidores sobre formas de denúncias, casos familiares e direitos das mulheres.

“Eu achei essa palestra de suma importância, idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro, juntamente com a Secretaria da Mulher. Estão de parabéns por essa palestra enriquecedora, que proporciona aos homens uma maior consciência sobre como tratar as mulheres, baseado no diálogo e no carinho”, disse Helder César Gomes, servidor da Secretaria de Comunicação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *