Estação Cabo Branco mantém agenda diversificada e já soma mais de 37 mil visitantes este ano

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, gerida pela Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), já recebeu este ano, de janeiro até agora, 37.372 visitantes, entre escolas, Organizações Não Governamentais (ONGs) e o público em geral. A informação é do diretor geral do espaço, Olié Martins, que acredita fechar 2023 com mais de 40 mil visitações.

O local foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurado em 2008, e desde então é um dos pontos turísticos mais visitados na Capital. Localizado na Avenida João Cirillo da Silva, no Altiplano Cabo Branco, a Estação, como é popularmente conhecida, disponibiliza ao público um mirante que oferece uma ampla visão da orla, além de uma agenda diversificada durante todo o ano.  

De segunda a sexta-feira, o equipamento está aberto ao público para visitação das 8h ao meio-dia e das 14h às 16h. O diretor do equipamento ressalta que, além da visita do público em geral, entre turistas e a própria população de João Pessoa, a Estação é muito procurada pelas instituições de ensino da rede pública (municipal e estadual) e universidades da Paraíba, cujo atendimento acontece por meio de agendamento no endereço eletrônico: linktr.ee/estacaocabobranco. “Por dia, em média, recebemos de 60 a 100 estudantes da rede pública”, informou.

Durante todo o ano, conforme informou, a Estação Cabo Branco mantém na programação exposições de artistas plásticos locais, de outros estados, como a piauiense Joana D´Arc e também internacional, a exemplo do português Fernando Pina. Ambos estão com agenda na programação deste ano.

Ainda de acordo com a programação, para as escolas da rede pública e privada, a Estação Cabo Branco, disponibiliza oficinas de contação de história, nas terças e quintas-feiras, das 9h e 14h, e de mágica, nas segundas, quartas e sextas-feiras, no mesmo horário.

Nas quartas-feiras, acontecem as oficinas de musicalização. O espaço também é palco para o ensaio da Companhia Municipal de Dança de João Pessoa. Nas segundas, nas quartas e sextas-feiras, e dispõe ainda de uma sala de convenção climatizada, onde acontecem encontros e reuniões, com capacidade para receber até 120 pessoas, aberto à toda população.

Na programação anual também consta o Chá Cultural, voltado a grupos convidados de no máximo 30 pessoas, propiciando atividades às mulheres que não têm acesso à cultura, a exemplo das que são assistidas pela Rede Feminina de Combate ao Câncer, pelos Abrigos e Centros de Referência de Assistência Social (Cras), ligados à Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedhuc).

“O evento é encerrado com a realização de um coffee break, por isso demos o nome de um chá cultural”, explica o diretor da Estação Cabo Branco, ressaltando que ainda durante o ano são realizados eventos alusivos à datas comemorativas como exposição junina, feira do artesão, Dia das Crianças e outros.

Com relação a programação de janeiro, Olié Martins destacou que a Estação Cabo Branco mantém a agenda de exposições aberta ao público e também disponibiliza várias atividades durante as férias escolares, a exemplo de oficinas, práticas alternativas e outros eventos ao longo do mês. “Ainda estamos fechando a programação para 2024”, informou.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *