Agência Minas Gerais | Período chuvoso faz Copasa reforçar vistorias para combater uso incorreto das redes de esgoto

Com a intensificação das chuvas nos últimos dias, a Copasa tem reforçado o trabalho de vistoria nos imóveis em Belo Horizonte e região metropolitana para evitar o extravasamento do esgoto provocado pelo lançamento indevido de água das chuvas nas redes e ramais domiciliares. Nessa época, o número de entupimentos e vazamentos nas casas aumentam em até 40%, isso porque alguns moradores ligam a rede pluvial nas tubulações do esgoto de suas casas, que não são projetadas para receber o volume de água que vem das chuvas. 

Esse lançamento irregular de águas de chuva nas redes de esgoto contribui para o refluxo de esgoto no interior de imóveis, esgoto a céu aberto que escorre pelas vias públicas e, consequentemente, para os cursos d’água. Ainda pode acarretar erosões nessas vias e taludes de terrenos pelos quais passam as redes. 

Em razão disso, equipes da empresa Effico, contratada pela Copasa, estão visitando residências em toda a Grande BH para inspecionar se as redes estão adequadas, além de orientar os clientes sobre a necessidade de correção de possíveis lançamentos indevidos de águas de chuva e resíduos sólidos, tais como areia, gordura, pedra e lixo, no sistema de esgotamento da Companhia. 

A mobilização teve início em maio de 2023 e atualmente está ocorrendo em Belo Horizonte, Betim, Ibirité, Matozinhos, Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Vespasiano. Os técnicos da empresa contratada estão visitando os imóveis dessas regiões para verificar se as instalações domiciliares se encontram dentro dos padrões e normas estabelecidos pela Copasa que, consequentemente, seguem o que determina e Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgoto Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG). 

Copasa / Divulgação

Segurança 

Para evitar dúvidas e insegurança ao cliente da Copasa, é importante que os moradores verifiquem se os técnicos estão com uniforme com os dizeres “A serviço da Copasa” e portando crachá da empresa Effico. Outra forma de ter certeza de que se trata de um serviço da empresa é o cliente ligar no telefone 115 e confirmar a Ordem de Serviço. 

Após a devida identificação, o terceirizado fará a coleta dos dados em formulários timbrados e com registro de fotografias, por meio do celular, no aplicativo da empresa. Para que o serviço seja executado, é fundamental a presença de uma pessoa maior de 18 anos para acompanhamento da vistoria. Todos os dados estarão seguros e serão utilizados apenas para regularizar o cadastro de clientes na Copasa. 

Com esta ação preventiva e educativa, a Copasa busca eliminar ocorrências deste tipo, que podem trazer grandes transtornos para a população, e garantir o pleno funcionamento do sistema de esgotamento sanitário da empresa, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e bem-estar de seus clientes. 

Uso correto da rede de esgoto 

Vale reforçar que as tubulações dos sistemas de esgotamento da Companhia não são dimensionadas para as vazões de águas de chuva e, quando isso ocorre, pode causar refluxo, fazendo com que o esgoto retorne para dentro da residência. Além disso, pode levar ao estouro da tubulação e ao deslocamento das tampas de bueiros no meio das ruas, causando acidentes. 

Outras causas de extravasamento de esgoto ocorrem geralmente devido a entupimentos causados pelo lançamento indevido de resíduos sólidos nas redes de esgoto, tais como gordura e óleo de cozinha, cabelo, absorventes e fraldas descartáveis, cotonetes, guimbas de cigarro, preservativos, dentre outros. 

Além dos benefícios coletivos com o uso correto do sistema de esgotamento sanitário, como redução nos transtornos causados por manutenções, diminuição no quantitativo de extravasamentos e, consequentemente, menores impactos ambientais, esta ação pode reduzir ocorrências de doenças, como a leptospirose, mau cheiro e refluxo de esgoto nos imóveis. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *