Procon Carioca faz pesquisa de preços de material escolar e encontra variação de mais de 500% – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

O Código de Defesa do Consumidor – Divulgação / Prefeitura do Rio

Com a proximidade da volta às aulas, o Procon Carioca, órgão vinculado à Secretaria Especial de Cidadania, realizou pesquisa comparativa de preços com objetivo de oferecer uma referência ao consumidor dos produtos mais comercializados neste período. Foram pesquisados os preços de 30 produtos que têm relevante procura por compor as listas de materiais escolares, como lápis, borracha, régua, apontador, giz de cera, cadernos, papel A4, mochilas e lancheiras. O levantamento foi realizado nos dias 8 e 9 de janeiro. Os agentes selecionaram e-commerces de fornecedores populares com grande presença na cidade do Rio: Amazon, Americanas, Kalunga, Magazina Luiza e Mercado Livre.

Em todos os endereços eletrônicos, as buscas pelos produtos observaram as mesmas características, como, por exemplo, fabricante, cor e referência. Na pesquisa, os agentes identificaram variações de preços entre o período analisado para o mesmo produto nos diferentes sites. O produto com maior variação foi a régua 30cm New Line Azul, que na Kalunga custava R$ 3,10 e na Amazon, R$ 21,53, uma variação de 594,52%.

A segunda maior variação de preço foi em relação à borracha com cinta Max Pastel Faber Castell, que na Americanas custava R$ 4,05 e no Mercado Livre, R$ 17,00, uma variação de 319,75%. A terceira maior variação constatada foi em relação ao lápis grafite redondo Ecolápis N.2 B Max Preto Faber-Castell Bt 4 Um, cujo preço era R$ 5,00 na Kalunga, enquanto no Mercado Livre o produto custava R$ 18,50, uma diferença de 270%.

Em quarto lugar no ranking das diferenças ficou a mochila infantil escolar de rodinha Spector Pelúcia Uny Unicórnio que, no Magazine Luiza custava R$ 224, 91, e na Americanas era vendida a R$ 809, 73, uma variação de 260,02% ou R$ 584, 82, em termos de preço. Diferença significativa e que pode pesar bastante no bolso do consumidor.

A quinta maior variação de preços foi em relação ao apontador com depósito minibox Faber-Castel .Na Amazon custava R$ 6,03, enquanto no Mercado Livre o produto era vendido por R$ 17,90. Uma diferença de 196,85%.

Por conta das variações significativas de preços nos produtos entre as diferentes lojas, o Procon Carioca orienta o consumidor a realizar uma pesquisa prévia para encontrar o melhor preço e as melhores condições de compra.

Diretor-executivo do Procon Carioca, Igor Costa faz outras recomendações.

– É importante verificar se o site é confiável, os prazos de entrega e de garantia de cada loja, além da política de trocas. E sempre estar alerta à qualidade dos produtos, data de validade, procedência e o estado de conservação da embalagem. Certificar se o produto não é falsificado para não pôr em risco a segurança da criança. Ressalto ainda que é vedado às creches e escolas solicitar aos alunos na lista de materiais produtos de uso coletivo.

Categoria:

  • 12 de janeiro de 2024
  • Marcações: e-commerces material escolar Pesquisa de preços Procon Carioca

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *