Fundect apresenta R$ 63 milhões de investimentos em planejamento para 2024 – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

A diretoria-executiva da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), vinculada à Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), apresentou na semana passada o Planejamento Estratégico, o Plano de Gestão Anual e o Contrato de Gestão 2024 aos seus colaboradores.

O Plano de Gestão Anual (PGA) da Fundect contextualiza estratégias de organização baseadas em objetivos, resultados, metas e indicadores para tomada de decisões e aplicação adequada do orçamento de R$ 63 milhões.

“Nosso planejamento sinaliza a transformação e o avanço que o Governo do Estado deseja para Mato Grosso do Sul, com investimentos em ciência e inovação. Duas ações merecem destaque, a primeira é o investimento de R$ 30 milhões em seis Institutos de Inovação, em colaboração com as Universidades e o setor produtivo, e o lançamento do TECNOVA III, ainda no primeiro semestre, que vai disponibilizar R$ 15 milhões para 30 empresas inovadoras”, destaca Márcio de Araújo Pereira, diretor-presidente da Fundect.

Além de contribuir com o ecossistema de inovação, a Fundação destinará mais recursos para bolsas de estudos e pesquisas, ações de incentivo à fixação de jovens pesquisadores e cientistas, apoio a projetos de extensão tecnológica voltados à agricultura familiar, comunidades quilombolas e povos originários, entre outros projetos.

Vale destacar que todas estas ações estão alinhadas às missões estratégicas estabelecidas no Planejamento Estratégico (PE) 2024-2026, que são maximizar o fomento de projetos científicos, tecnológicos e de inovação considerados relevantes para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul; promover a formação de recursos humanos de alto nível em áreas prioritárias; proporcionar a produção de conhecimento em torno da agricultura familiar e dos pequenos produtores, possibilitando a geração de valor através da bioeconomia e biotecnologia; contribuir para a aproximação da condição Estado Carbono Neutro, através da ciência, tecnologia e inovação; e ainda contribuir para a construção de um Estado Digital através da inovação e transparência.

Estruturados pelos trainees da Vetor Brasil: Diego Lopes Dutra, Gabriela Carolina Mauruto de Oliveira, Giovani de Souza Medeiros e Giulia Giusti, sob supervisão da diretoria-executiva, o PE e o PGA foram desenvolvidos por meio de métodos inovadores no contexto da gestão pública, de forma simples e acessível.

“Entendemos que a formalização dos objetivos e diretrizes no PGA e do PE permitirá não só que a Fundação trace planos de ação mais assertivos em busca desse crescimento, como também que seus colaboradores enxerguem a importância dos seus papéis nas conquistas da organização”, informa Diego Lopes Dutra.

Também foi apresentado o Contrato de Gestão, documento institucional produzido anualmente que estabelece a parceria entre o Governo e a Fundect, a fim de firmarem compromissos prioritários para cada ano e, assim, alcançarem metas estratégicas governamentais e o consequente atingimento dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU.

Maristela Cantadori, Comunicação Fundect
Foto: Leandro Benites

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *