Prefeitura de João Pessoa começa na próxima segunda-feira vacinação contra a dengue

A vacinação contra a dengue em João Pessoa começa na próxima segunda-feira (19). O alinhamento e a estratégia para a imunização do público-alvo, crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 14 anos, foram definidos nesta quinta-feira (15) em reunião com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), que apresentou critérios, dados epidemiológicos e informes técnicos.  

A ação preventiva tem como objetivo reduzir a hospitalização e óbitos pelo vírus da dengue na população-alvo. “O município de João Pessoa recebeu 21 mil doses do imunizante que protege contra a dengue, que a princípio é destinada para pessoas que estão entre a faixa etária de 10 a 14 anos. Os pais devem compreender a importância de levar esse público para se proteger contra a doença”, orientou Luís Ferreira, secretário de Saúde de João Pessoa.  

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que pode progredir para quadros graves e não existe, até o momento, um medicamento específico para tratamento. Dessa forma, o desenvolvimento de uma vacina segura e eficaz contra os quatro sorotipos virais da dengue (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4) é um avanço no campo da imunização e torna-se mais um passo necessário para ampliar as medidas integradas e efetivas para a prevenção e controle da doença.  

Doses – O esquema vacinal recomendado corresponde à administração de duas doses, com intervalo de três meses entre elas. Caso o usuário tenha contato com a doença antes da imunização, é recomendado aguardar seis meses para o início do esquema com a vacina dengue (atenuada). Caso a infecção ocorra após o início do esquema, não há alteração no intervalo entre D1 e D2, desde que a D2 não seja realizada com o período inferior a 30 dias do início da doença.  

“Estamos iniciando um período que merece muita atenção em relação às arboviroses e o destaque especial ao vírus da dengue, devido a um período chuvoso, com acúmulos de água. Caso haja contato com o vírus, orientamos de como a população tem que proceder, principalmente nos casos mais graves, o qual este paciente deve procurar rapidamente um serviço de saúde”, ressaltou Luís Ferreira.  

Capacitação da equipe – Nesta sexta-feira (16), todos os profissionais que atuam nas salas de vacina da Rede Municipal de João Pessoa participarão de uma capacitação sobre critérios e normas técnicas para manuseio do imunobiológico e administração nos usuários que serão contemplados nesse programa preventivo.  

“Vale ressaltar que existem contraindicações para essa vacina, que são indivíduos com imunodeficiência congênita ou adquirida, incluindo aqueles recebendo terapias imunossupressoras, tais como quimioterapia ou altas doses de corticosteroides sistêmicos, pessoas que vivem com HIV, gestantes e mulheres que estejam amamentando”, explicou o chefe da Seção de Imunização da Prefeitura de João Pessoa, Fernando Virgolino.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *