Prefeitura promove curso profissionalizante para mulheres em vulnerabilidade social

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedhuc), inicia, nesta quinta-feira (29), as inscrições para o curso gratuito de cuidadora infantil. Ofertado pelo Programa Nacional Mulheres Mil, do Governo Federal, que promove a formação profissional e tecnológica de mulheres em situação de vulnerabilidade social.  

Aqui no Município, o curso será executado pelo Instituto Federal de Educação da Paraíba (IFPB) – Campus Mangabeira, em parceria com o Programa Acessuas Trabalho. As inscrições devem ser realizadas até o dia 7 de março, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Mangabeira, localizado na Rua Comerciante Alfredo Ferreira da Rocha, número 1.188, das 8h às 17h. Serão disponibilizadas 23 vagas, mais 20 para cadastro reserva, e a seleção acontece por ordem de inscrição.  

“Essa é uma oportunidade para as mulheres que querem se capacitar e conquistar uma renda própria. Basta ter 18 anos ou mais, e o Ensino Fundamental completo. Todas as alunas vão receber o auxílio de R$ 10, por dia de aula assistida, com o objetivo de ajudar no transporte até o local das aulas. E esperamos que, por meio dessa parceria entre a Prefeitura de João Pessoa e o IFPB, possamos ajudar mais mulheres a melhorar sua qualidade de vida”, reforçou Kaline Guerra, coordenadora do Programa Acessuas Trabalho.  

O início do curso está previsto para o dia 25 de março, com a conclusão para o dia 5 de julho. As aulas devem cumprir a carga horária de 160 horas, nas segundas, quartas e sextas-feiras. Sendo ministradas no período da tarde, das 13h às 16h30. Vão acontecer no salão paroquial da Paróquia Menino Jesus de Praga, localizada no bairro Bancários.   

Documentação necessária – No ato da inscrição é necessário que as interessadas apresentem os seguintes documentos: RG e CPF; número do Nis ou Pis; comprovante de residência atual; comprovante de quitação eleitoral; certidão de nascimento ou casamento; e os dados bancários, necessários para o auxílio estudantil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *