Infrações na faixa dedicada na Linha Vermelha começam a valer nesta segunda-feira – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Trecho da Linha Vermelha – Divulgação

A CET-Rio informa que as infrações na faixa dedicada na Linha Vermelha, para acesso à Ilha do Governador e ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), começam a valer nesta segunda-feira (11/3) com a ativação do sistema de fiscalização eletrônica. A primeira semana de operação foi educativa, em que agentes da CET-Rio e da Guarda Municipal orientaram os motoristas que trafegam nesse trecho da via. A faixa dedicada, de 2.200m de extensão, funciona na pista sentido Baixada Fluminense, no trecho entre a Ponte Oswaldo Cruz (Linha Amarela) e o acesso à Ilha do Governador.

De acordo com dados da CET-Rio, ao longo de 2023 foi constatado que a distribuição do fluxo viário da Linha Vermelha é de cerca de 90 mil veículos por dia. No trecho, um terço do tráfego (30 mil veículos/dia) segue em direção à Ilha do Governador, e o restante (60.000 veículos/dia) vai para a Baixada Fluminense. Com o aumento do número de voos no Aeroporto do Galeão, o volume diário de tráfego no acesso à Ilha do Governador aumentou 17% (variação entre setembro/2023 e janeiro/2024). Até o final de 2024 é esperado que esse volume aumente ainda mais, atingindo cerca de 30%.

O principal conceito da faixa dedicada é a melhor distribuição dos fluxos, organizando-os e melhorando a fluidez para todos (tanto para quem vai em direção à Ilha, quanto para quem vai em direção à Baixada). Das quatro faixas existentes no trecho, apenas a faixa mais à esquerda do fluxo será dedicada para o acesso à Ilha do Governador e ao aeroporto, fato que não reduzirá a capacidade de escoamento da via no sentido Baixada Fluminense, tendo em vista que a Linha Vermelha, após o acesso à Ilha, possui as mesmas três faixas de rolamento seguindo naquela direção.

Além disso, a faixa dedicada evita o estrangulamento na bifurcação Ilha/Baixada, impedindo que os veículos provenientes da faixa da esquerda bloqueiem o acesso à Ilha e também interfiram no fluxo dos veículos que seguem em direção à Baixada. A melhor organização dos fluxos, com os veículos previamente distribuídos nas faixas de acordo com seus destinos, resulta em melhoria de fluidez para o trânsito ao longo de todo o trecho.

A faixa dedicada somente poderá ser utilizada por veículos que estejam na Linha Vermelha e que tenham como o destino a Ilha do Governador ou ao Aeroporto do Galeão. Os veículos que seguem para outros destinos deverão utilizar as outras três faixas de circulação disponíveis. Para garantir que a faixa seja respeitada, fiscalização eletrônica foi implantada em todo o trecho. O sistema de fiscalização é feito por meio de leitura dupla das placas, ou seja, os veículos que utilizarem a faixa dedicada deverão obrigatoriamente seguir para Ilha do Governador, pois caso sigam em outras direções, o sistema de fiscalização detectará que o veículo não se conservou na faixa a ele destinada pela sinalização de regulamentação.

A transposição da faixa contínua pelo condutor irá gerar uma infração média com base no Art. 185 – Inc. I, com multa no valor de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira. Toda a sinalização específica foi implantada, tanto vertical (placas de regulamentação), quanto horizontal (pinturas no pavimento), deixando claro para os motoristas as regras de utilização e o trecho onde está em funcionamento a faixa dedicada.

Categoria:

  • 10 de março de 2024
  • Marcações: Aeroporto Internacional Tom Jobim CET-Rio Faixa dedicada ilha do governador Linha Vermelha multa trânsito

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *