Projeto com estudantes de escola indígena realiza restauração de vegetação em Dourados – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

A Escola Estadual Indígena Intercultural Guateka – Marçal de Souza, localizada na aldeia Jaguapirú, em Dourados, realiza o projeto “Nascente Viva”, que tem como objetivo restaurar a vegetação de uma área de aproximadamente 31 hectares, que margeia o córrego Jaguapirú.

As primeiras 150 mudas foram plantadas na fase inicial do projeto, que aconteceu em março de 2018. A segunda fase é com o viveiro, com capacidade para 20 mil mudas (10.000 dentro e 10.000 fora).

Elas estão sendo cultivadas pelos próprios estudantes da escola e cinco bolsistas, três deles contemplados pelo PICTEC-2023 (Programa de Iniciação Científica e Tecnológica do Estado de Mato Grosso do Sul 2023), os mesmos são os que plantam e responsáveis pela sua conservação.

 

Ação solidária

Projeto é desenvolvido em aldeia em Dourados

 “Como todos os anos, por ocasião do aniversário do projeto Nascente Viva, ocorre uma ação de solidariedade Frankfurt-Dourados. Hoje, 22 de março, Dia Mundial da Água e também aniversário do projeto, os alunos e professores da escola indígena plantaram árvores ao longo da extensão do rio Jaguapirú”, relata o coordenador Cleber Dias, um dos responsáveis pela mobilização.

Atualmente, além dos bolsistas, o projeto conta com uma bióloga, a professora Kamylla Balbuena Michelutti, que atua com recursos vindos da entidade da Alemanha, explicou o diretor Luiz de Souza Freire Junior.

Ações do projeto “Nascente Viva” poderão ser acompanhadas no portal https://nascenteviva.com/.

Adersino Junior, SED
Fotos: Arquivo escolar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *