Agência Minas Gerais | Minas promove capacitação de clubes de futebol para protocolo de enfrentamento à violência contra a mulher 

Em continuidade à propagação e divulgação do Protocolo Fale Agora de enfrentamento à violência contra a mulher, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (Sedese-MG), por meio da Subsecretaria de Política dos Direitos das Mulheres, capacitará os clubes de futebol América, Atlético MG e Cruzeiro em ação de reforço e multiplicação da iniciativa entre atletas e público do futebol.

A ação é pioneira e conta com grupo de trabalho da Sedese, juntamente aos departamentos de psicologia e pedagogia dos clubes de futebol da capital mineira. Também integra a iniciativa o Instituto Casa da Palavra, para construção de roteiro de capacitação sobre o tema, em três eixos de convivência: os estádios, o futebol feminino e a base do futebol masculino, trabalhando sobretudo na prevenção de novas ocorrências.

“O Protocolo Fale Agora conscientiza o setor do futebol com intervenção junto às equipes masculinas, femininas e também aos funcionários dos estádios”, afirma Maíra Fernandes, superintendente da Sedese e doutora em Direito e Justiça na área de estudo Gênero, Sexualidade e Direito. 

“O objetivo é criar multiplicadores que atuem em ações de prevenção, apoio e direcionamento em casos de assédio e outras formas de violência sexual nessas áreas”, reforça a especialista. 

Futebol feminino

Com o objetivo de criar um ambiente seguro entre mulheres e adolescentes para compartilhar as situações de violência vividas e formas de superação, serão realizadas rodas de conversa com as atletas, conduzidas pelas servidoras das Subsecretarias de Política dos Direitos das Mulheres e de Direitos Humanos.

Em dias de jogos, será realizada ação de conscientização da sociedade com entrega de informativos e da tatuagem temporária “Sou dona de mim”.

Futebol masculino de base

Também serão realizados encontros reflexivos com as categorias de base do futebol masculino para discussão sobre machismo e o papel dos homens na proteção às mulheres, intermediados pelo Instituto Casa da Palavra. 

Os atletas receberão informativos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), além de aprenderem também sobre a responsabilização por atos infracionais.

“O letramento sobre violência contra mulheres é de extrema importância para as categorias de base, pois auxilia os atletas no processo de formação como cidadãos mais conscientes, responsáveis, com senso crítico e capacidade dialógica, pautados em direitos e deveres”, destaca Letícia Falcão, assistente social do América Futebol Clube.

Ela ressalta ainda que a iniciativa contribui para um ambiente esportivo mais saudável, respeitoso e inclusivo, dentro e fora das quatro linhas.

Capacitação nos estádios

A capacitação será estendida para colaboradores dos estádios de futebol, como setor de bares, bilheteria e, principalmente, segurança privada. 

Na ação será apresentado o Protocolo Fale Agora para divulgação do fluxo de atendimento e encaminhamento de casos de assédio e demais formas de violência sexual nos campos.

Rivelle Nunes, head de comunicação da Arena MRV, validou a proposta. “Um estádio de futebol que recebe milhares de pessoas a cada evento é importante local de divulgação para um projeto tão importante. Na Arena MRV, vimos com muito entusiasmo o treinamento que a Sedese proporcionará para os colaboradores e entendemos que esse será um importante passo no combate ao assédio”.

O início da agenda de capacitações está previsto para maio, no clube América (categorias base, sub 17 e sub 20) e na Arena MRV, para colaboradores. 

Capacitação Fale Agora

O acesso aos serviços de apresentação do Protocolo Fale Agora está disponível para os clubes e associações esportivas em geral no site da Sedese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *