Encontro Internacional de Observação de Aves fortalece o segmento e motiva o prática em Bonito – Prefeitura Municipal de Bonito

Durante dois dias, Bonito foi palco do 1º Encontro Internacional de Observação de Aves e reuniu observadores de várias partes do país e da América do Sul. O evento realizados entre os dias 17 e 18 de novembro, trouxe para a capital do ecoturismo brasileiro muita troca de experiência, conhecimento e encontro de saberes em favor da valorização das aves livres e da sociobiodiversidade.

O prefeito Josmail Rodrigues também reforçou a importância de um evento internacional para fortalecer o segmento no município. “Nós já tivemos alguns eventos locais de observação de pássaros, inclusive a Sectur promoveu cursos nesse sentido para o público da cidade e do Distrito Águas do Miranda e acreditamos que um evento deste porte atrai ainda mais o interesse da comunidade para o segmento”, afirma.

O diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Bruno Wendling, explica que o Encontro Internacional de Observação de Aves abordou temas importantes dedicados a um segmento que cresce muito em Mato Grosso do Sul. “Hoje o Estado é referência nacional e internacional em Observação de Aves e esse é mais um motivo para estarmos felizes em ter recebido o evento. Além, é claro, dos representantes da FundturMS e observadores de pássaros, Edson Moroni, que é nosso gerente de Inovação, e Geancarlo Merighi, diretor de Desenvolvimento, terem participado e contribuído para os debates”.

O evento contou com diálogos em mesas-redondas, varal de pinturas e fotografias sobre aves, painéis com resultados de pesquisas sobre observação de aves, contação de histórias, palestras e muitas passarinhadas – saídas para observação de aves livres – e, no percurso, até a oportunidade de experimentar a guavira, que é um fruto típico do Cerrado.

Segundo a coordenadora do evento, Simone Mamede, “o Encontro também permitiu a apreensão crítica da nossa história, desde o sistema explorador da sociedade, a exclusão dos povos e sua cultura, até a forma como se pratica a observação de aves, a qual precisa ser para todos. Também as queimadas no Pantanal foram sentidas e trouxeram preocupações sobre a vida e o estado de saúde de animais e plantas afetados pelos incêndios, o que muito têm a ver com o modelo social vigente”, salienta.

“A observação de aves desempenha importante papel na conexão das pessoas com a natureza e se desdobra em inúmeros benefícios à população como oportunidade para geração de renda, educação ambiental e manutenção dos serviços naturais. Mato Grosso do Sul tem se destacado como importante polo de desenvolvimento do Ecoturismo e Bonito tem ocupado papel central como destino ecoturístico consagrado em que as pessoas podem, realmente, interagir com belezas cênicas, fauna e flora exuberantes e contar com equipamentos e serviços de qualidade no atendimento ao turista”, explica Memede.

Mato Grosso do Sul também é eixo central da Rota de Integração Latino-americana (Rota Bioceânica), conectando países e populações da América do Sul com suas culturas, economias e geobiodiversidades. Eventos que envolvam boas práticas para a sociedade, encantamento com a natureza e perspectivas de desenvolvimento real com inclusão e distribuição de renda, como é o caso do ecoturismo e o turismo de observação de aves, são inovadores e representam perspectiva para o enfrentamento de problemas socioambientais comuns a todos e que se asseveram a cada ano.

O Encontro Internacional de Observação de Aves de Bonito se ancorou nos eixos: turismo, cultura, educação e ciência e pautou temas como: a Integração da Rota Latino-americana por meio do turismo de observação de aves, igualdade de gênero, respeito às interculturalidades com fomento ao etnopassarinhar, o fazer compartilhado com a comunidade LGBTQIA+, a formação de guias e condutores para a observação de aves por instituições experientes e especializadas no assunto, além da criação de uma rede de guias e condutores de observação de aves na América do Sul.

Ao final, os participantes elaboraram e assinaram a petição contra a utilização de fogos de artifícios com estampido em Bonito-MS como compromisso com as diversas formas de vida, dentre elas as aves, que são impactadas com esse tipo de artefato. Link: https://chng.it/TXGZzspyV6. Também foi realizado um manifesto para o combate às queimadas na região.

A secretária de Turismo de Bonito, Juliane Salvadori, falou sobre a importância da promoção de eventos como ‘I Encontro Internacional de Observação de Aves’ no município. “O Encontro foi um sucesso e se sente honrada em receber tantas pessoas importantes deste segmento e tanto representa o Turismo de Observação de Aves no Brasil, na América do Sul e no Mundo”.

Simone Mamede, reforça a importância de Encontros presenciais de Observação de Aves para fortalecer essa grande rede de atores que atua com o tema no Brasil, América do Sul e mundo. “A interação linguística da língua portuguesa com o castelhano e o guarani, juntamente com o francês, tornaram o evento diverso e enriquecedor. O Encontro foi Inter geracional mostrando que a observação de aves não tem fronteiras, faixa etária e outros limites. É uma prática naturalista que envolve conservação, educação ambiental, saúde, sustentabilidade, respeito à pluralidade e diversidade. Na bagagem, perspectivas de sustentabilidade e compromisso de transformação para sociedade sustentável por meio de um turismo inclusivo que tem como princípio o respeito e a responsabilidade com atuais e futuras gerações”, finaliza Mamede.

O evento foi uma realização da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito e Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo, e contou com o apoio do SEBRAE, RPPN Buraco das Araras, Instituto Arara Azul, Planeta Aves, FUNDTUR-MS, Câmara Municipal de Bonito e Prefeitura Municipal de Bonito.

Entre os palestrantes estiveram expoentes na Observação de Aves e Pesquisas na América do Sul, como:  Guto Carvalho, Neiva Guedes, Giselle Mangini (Argentina), Rebeca Melgarejo (Paraguai), Jéssica Menq, Willian Menq,  Simone Mamede, Maristela Benites, Tietta Pivatto, Geancarlo Merighi,  Dalci Oliveira, Luciana Ferreira, Thierry Desmont, Vitinho Nascimento, Alyson Melo, Lucilene Oshiro, Gabriel Oliveira, Edson Moroni, Oscar Rodrigues (Paraguai) e tantos outros que enriqueceram os diálogos sobre observação de aves nesse tão importante território.

Depoimentos dos participantes:

Maristela Benites, coordenadora do evento e integrante do Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo – “Foi um Encontro com a América Latina, a nossa América, o nosso território, a nossa riqueza sociocultural e ambiental. As aves e a observação naturalista da vida silvestre é uma oportunidade para nossa união, compromisso com a vida e para o esperançar de um mundo melhor, mais justo e mais sociobiodiverso”.

Willian Menq, palestrante – “Parabenizo a essa equipe dedicada do I Encontro Internacional de Observação de Aves de Bonito, foi muito especial rever amigos e fazer outros, inclusive, nossos vizinhos do Paraguai e Argentina”.

Gabriela Mamede, monitora – “Grata pela oportunidade de participar do evento. A interação com a comunidade local, transmitida pela casa da memória Raída proporcionou uma compreensão mais profunda da cultura e das tradições. Uma experiência única. Satisfação a todos que fizeram desse evento uma possibilidade transformadora”.

Fernanda Reverdito, palestrante – “Gratidão a essa gente potente, acolhedora e carinhosa, feita de sons de passarinhos, memória ancestral, sonhos e natureza viva. Emocionante”.

Rebeca Melgarejo, palestrante do Paraguai – “Estoy muy agradecida por la invitación, la logística impecable atendiendo todos los detalles, la gente increíble. Un gusto y alegría haberlos conocido y saber que estamos los que estamos y somos los que somos en este mundo de las aves. Ojalá nos sigamos encontrando. Añua mbarete peême ĝuarã ha jajotopajeyta uperupi guyra’i recavo”.

Giselle Mangini, palestrante da Argentina – “Fue increible!! Muchas, pero muchas gracias por todo!! Se sintio mucha pasion, pajaros, amigos, sensibilidades y sentimientos positivos de q el mundo siempre puede ser un lugar mejor para toda la naturaleza es motivador compartir con personas tan movilizadoras e increíbles como ustedes, me llevo el corazon lleno, espero haberles dejado un poquito de lo mismo!”

Guto Carvalho, coordenador do Avistar Brasil) – “Me sinto feliz por ver um evento tão pleno de juventude criativa, realizadora e decididas em construir um mundo melhor”.

Lucilene Oshiro – “Agradeço por participar deste momento tão especial. Não foi um evento, foi um encontro de amigos apaixonados pela natureza e que buscam objetivos comuns. Quanto aprendizado e compartilhamento de conhecimento! Vocês são únicos! A energia daquele local estava incrível. Reencontrar cada pessoa acalenta o coração. Iniciar novas amizades é fantástico! Nossa rede só expande. É gratificante vivenciar este encontro intergeracional e perceber um legado sendo construído. Que mais sonhos sejam gerados e concretizados. Parabéns a toda a equipe e organização pela dedicação. Até breve.”

Maiara Joaquim – “A riqueza da diversidade de aves que tivemos a oportunidade de observar, juntamente com o intercâmbio de conhecimentos e histórias entre os participantes, criaram lembranças que levarão para sempre em meu coração. O Encontro Internacional de Observação de Aves em Bonito não teria sido o mesmo sem cada um de vocês”.

Confira todas as fotos nos links:

Parte 1: https://we.tl/t-6HER411loI

Parte 2. https://we.tl/t-oxnXFEkjEH

Parte 3. https://we.tl/t-ysjTswiy7t

Com informações de Fundtur MS

Fotos: Eduardo Medeiros

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *