premiação do projeto Estudantes no Controle será na sexta-feira – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

A CGE-MS (Controladoria-Geral do Estado de MS) em parceria com a SED (Secretaria de Estado de Educação), premiará no dia 8 de dezembro, às 8h30, no auditório da Receita Federal, em Campo Grande, as 15 primeiras unidades escolares (e seus respectivos professores-coordenadores) classificadas no projeto Estudantes no Controle – ano 2023.

Ao todo, 58 estabelecimentos se inscreveram, contudo, ao longo ano, alguns não conseguiram dar continuidade aos trabalhos devido ao não cumprimento das regras estabelecidas em edital publicado em março, no Diário Oficial do Estado.

A dedicação e empenho das campeãs resultará na seguinte premiação financeira:

ESCOLA  PROFESSOR ORIENTADOR
1ª Colocada R$ 13.500,00  1ª Colocado R$ 8.250,00
2ª Colocada R$ 11.500,00  2ª Colocado R$ 7.000,00
3ª Colocada R$ 9.500,00  3ª Colocado R$ 6.500,00
4ª Colocada R$ 8.000,00  4ª Colocado R$ 5.500,00
5ª Colocada R$ 7.000,00  5ª Colocado R$ 4.500,00
6ª Colocada R$ 6.250,00  6ª Colocado R$ 4.000,00
7ª Colocada R$ 5.750,00  7ª Colocado R$ 3.750,00
8ª Colocada R$ 5.250,00  8ª Colocado R$ 3.500,00
9ª Colocada R$ 4.750,00  9ª Colocado R$ 3.250,00
10ª Colocada R$ 4.500,00  10ª Colocado R$ 3.000,00
11ª Colocada R$ 4.000,00 1 1ª Colocado R$ 2.250,00
12ª Colocada R$ 3.500,00  12ª Colocado R$ 2.000,00
13ª Colocada R$ 3.000,00  13ª Colocado R$ 1.750,00
14ª Colocada R$ 2.500,00  14ª Colocado R$ 1.500,00
15ª Colocada R$ 2.000,00  15ª Colocado R$ 1.250,00

Além disso, especificamente, as equipes também tiveram o bônus do conhecimento adquirido e o crescimento individual e da comunidade escolar com a vivência das cinco etapas finalizadas. A integração entre pais, alunos, professores e moradores da região fez a diferença para os excelentes resultados alcançados.

Este ano participaram escolas localizadas nos municípios de Anastácio, Aquidauana, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Campo Grande, Caracol, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Guia Lopes da Laguna, Jaraguari, Jardim, Ladário, Miranda, Nioaque, Sidrolândia e Terenos que ofertam os anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e o Ensino Médio (1º, 2º e 3º ano), incluindo a Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional.

O Projeto tem o objetivo geral de promover a cidadania fiscal e a participação social, estimulando o reforço de valores éticos universais, fundamentais no enfrentamento da corrupção, por meio de ações práticas de exercício de cidadania ativa, para que os participantes assumam uma postura de protagonismo na escola, que se expressa no compromisso com a conservação do patrimônio público (levando à reflexão-ação sobre problemas, causas e soluções no contexto escolar) e com a disseminação de conhecimentos e práticas de participação e controle social nas suas comunidades.

De acordo com o coordenador do Estudantes no Controle, Reinaldo Martins Feitosa, que atua na Unidade de Controle Social, da Ouvidoria-Geral do Estado, da CGE-MS, conta sobre a experiência deste ano surpreendente.

“2023 foi bem desafiador para nós, até então, trabalhávamos apenas com as escolas de Campo Grande e das cidades próximas. Tivemos o desafio de expandir e democratizar ainda mais o Projeto levando-o para os municípios distantes da Capital. Nas viagens, percebemos que tanto os servidores das escolas quanto os estudantes receberam muito bem o Projeto e tiveram o empenho e foco necessários para desenvolverem as ações da melhor forma possível”, afirma o técnico da CGE-MS.

Já o ouvidor-Geral do Estado, Álvaro Carneiro de Oliveira Neto, revela sobre as perspectivas. “As nossas expectativas foram superadas e estamos realmente felizes com toda a vivência e crescimento que todos os envolvidos tiveram. Além disso, também estamos esperançosos para 2024. Para o ano que vem, pretendemos publicar o edital ampliando ainda mais o alcance e com novidades”, explica.

Tanto os gestores da Controladoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul quanto da Secretaria de Estado de Educação são entusiastas desse Projeto que aproxima e contribui para esclarecer o papel do controle social e auxilia na formação de futuros cidadãos críticos e cientes de suas atitudes cívicas.

Karla Tatiane, CGE-MS
Foto: Bruno Rezende

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *