Agência Minas Gerais | Governo de Minas concede Medalha dos Gerais a personalidades que contribuem para o desenvolvimento do Norte do estado

O Governo de Minas entregou nesta sexta-feira (8/12), Dia das Gerais, as medalhas Matias Cardoso e Maria da Cruz a personalidades que contribuem para o desenvolvimento cultural, econômico e social do Norte do estado.

Romeu Zema e o secretário de Estado de Governo, Gustavo Valadares, exercendo a função de presidente do Conselho Permanente da Medalha, assinaram os diplomas entregues aos agraciados. 

“Estou muito feliz de estar aqui no Norte de Minas para a entrega da Medalha dos Gerais e a celebração do esforço desbravador de Matias Cardoso e do cuidado e atenção de Maria da Cruz com as pessoas”, disse o governador.

Zema ainda lembrou a força do Norte de Minas, destacando, especialmente, a energia solar,  e salientou a prioridade que o Governo de Minas tem com os municípios do interior do estado.

“Tratar Minas conforme as prioridades e particularidades de cada região, sem preferências e privilégios, foi a missão que dei para minha equipe assim que cheguei ao governo. Determinei que todos tivessem um olhar para as potencialidades de cada região para que as oportunidades sejam criadas para todos os mineiros”, reforçou Zema.

“O sol sempre esteve por aqui, iluminando a vida no sertão. Agora, além de iluminar, ele é transformado em energia. Neste ano, foi inaugurado o Complexo Solar de Janaúba, que possui a maior usina de produção de energia solar em operação do Brasil e uma das maiores da América Latina. As obras do empreendimento geraram cerca de 11 mil empregos diretos e indiretos, sendo cerca de 70% da mão de obra contratada de moradores locais. Somos, hoje, o estado líder no Brasil em energia solar graças ao Norte de Minas”, completou.

Reconhecimento

A honraria é reconhecimento do Poder Público estadual para pessoa física ou jurídica desde 2011, com a criação da medalha e do evento que transfere a capital de Minas para a cidade norte-mineira de Matias Cardoso.

“É uma alegria poder estar de volta, depois de quatro anos sem o Dia das Gerais. Voltamos de uma maneira muito especial. Estamos recebendo nosso governador Romeu Zema, isso é motivo de muito orgulho. A última vez que recebemos um governador, Minas Gerais se encontrava em um momento de caos. Com salários atrasados, parcelamentos de salários e, hoje, o governador vem aqui prestando esse excelente trabalho  frente ao Estado”, disse o prefeito de Matias Cardoso, Maurélio Santos.

Histórico

Criada em 2011 pelo Decreto 45.649, a Medalha dos Gerais – Matias Cardoso e Maria da Cruz, configura reconhecimento do Poder Público estadual a vinte pessoas, sendo dez mulheres e dez homens.

Seis dos escolhidos são indicados pelo governador do Estado e 14 indicações de cada um dos integrantes do Conselho Permanente da Medalha dos Gerais.  

Já a “Medalha dos Gerais – Grande Colar”, criada em 2017, destina-se exclusivamente a autoridades com cargos oficiais na União, estados, Distrito Federal e municípios.

A única entrega foi em 2017, para o prefeito de Betim à época, Vittorio Medioli.

Confira a relação dos agraciados neste ano

Grande Colar

Jarbas Soares Júnior, procurador-geral de Justiça do Estado de Minas Gerais

Matias Cardoso

Arlen de Paulo Santiago Filho – deputado estadual

Gilberto Wagner Martins Pereira Antunes – deputado estadual

Oscar Lisandro Teixeira – deputado estadual

Ricardo Augusto da Costa Campos – deputado estadual

Paulo Duarte Pereira – desembargador e presidente emérito do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais

Denerval Germano da Cruz – prefeito de Taiobeiras

Humberto Guimarães Souto – prefeito de Montes Claros

Célio Aparecido Fagundes – secretário municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Pedras de Maria da Cruz

Ronaldo Soares Mota Dias – secretário executivo da Amams

Paulo de F. Ribeiro – sociólogo, in-memoriam

Maria da Cruz

Neli Pereira Aquino – deputada federal

Luísa Cardoso Barreto – secretária de Estado de Planejamento e Gestão

Elizabeth Jucá e Mello Jacometti – secretária de Estado de Desenvolvimento Social

Marilene Alves de Souza – deputada estadual e primeira vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Maria Beatriz Fonseca da Costa Biasutti Silva – juíza de Direito

Maria Cristina Santos Almeida – promotora de Justiça

Gislaine Lopes Pinheiro – presidente da Associação Comercial de Montes Claros

Marlene de Lourdes Vieira Lima – analista universitário e administrador da Unimontes

Mariene Pereira Freitas Lopo –  professora efetiva da Rede Estadual de Ensino

Selma Evangelista Pereira Souza – artesã e agricultora familiar

 

Confira abaixo a íntegra do discurso do governador Romeu Zema

 

DISCURSO  – MEDALHA DOS GERAIS

Bom dia a todos!

É com uma imensa alegria que participo pela primeira vez da entrega da Medalha dos Gerais. Não é segredo pra ninguém que sou apaixonado pelo interior de Minas. Vivi e cresci no interior e durante minha vida de empresário percorri cada canto desse estado abrindo lojas, muitas delas aqui na região Norte de Minas.

Se tem algo que posso dizer sem medo de perder minha humildade é que conheço muito bem o estado que governo. Conheço as Minas e os Gerais. E por conhecer tão bem é que me orgulho das mudanças que conseguimos implementar para valorizar as regiões que durante muito tempo foram esquecidas.

Algumas semanas atrás, eu estava na China e fui procurado por uma empresa de alta tecnologia que queria investir em Minas. E queria empreender aqui no Norte do estado. Nos reunimos e fechamos um acordo que vai trazer cem novos empregos para a região com a instalação de fábrica que usa o que existe de mais moderno no mundo para produzir exames de diagnósticos praticamente instantâneos.

Ontem, o vice-governador Professor Mateus, que está em Dubai participando da COP-28, também foi procurado por uma empresa estrangeira para se instalar na região de Montes Claros. E tive notícias que após reunião foi anunciado um Centro de Inovação e Tecnologia para o desenvolvimento agroindustrial da produção de óleo vegetal e de outros produtos a partir da macaúba. Serão R$ 125 milhões investidos no empreendimento, com previsão de geração de 260 empregos. 

Esses são dois exemplos de como o mundo olha hoje para Minas Gerais de forma especial e busca não só a Região Metropolitana de Belo Horizonte e o Sul de Minas. Eles querem estar em cada canto do nosso estado.

Divulgar Minas de uma forma descentralizada foi a missão que dei para minha equipe assim que cheguei ao governo. Determinei o olhar para as potencialidades que temos em cada região, para que as oportunidades sejam criadas para todos.

Transformamos o sol dessa região em energia. Neste ano, foi inaugurado o Complexo Solar de Janaúba, que possui a maior usina de produção de energia solar em operação do Brasil e uma das maiores da América Latina. As obras do empreendimento geraram cerca de 11 mil empregos diretos e indiretos, sendo cerca de 70% da mão de obra contratada formada por moradores locais. Chegamos a 7 Gigawatts de geração de energia fotovoltaica, o que corresponde a meia Itaipu e representa uma potência 14 vezes maior do que quando chegamos ao governo. Somos, hoje, o estado líder no Brasil em energia solar, graças a região Norte de Minas.

Aqui bem pertinho de onde estamos temos o Vale do Jequitinhonha, que também está se desenvolvendo com a produção do lítio, se transformando no Vale da Esperança. Já são R$ 5 bilhões de investimentos e 10 mil empregos gerados.

Esse conjunto de ações mirando as potencialidades dessa região tem o poder  de transformar a vida das pessoas. De levar riqueza onde, antes, havia miséria. De levar oportunidades onde, antes, não existiam caminhos a serem percorridos.

Alguns meses atrás, eu conheci a Cleusa em Taiobeiras. E ela me contou que vivia na Zona Rural, ia para cidade e não encontrava ocupação. Vendo movimento de pessoas na cidade aumentar, com mais esperança nos investimentos que estão chegando na região, ela decidiu começar sozinha a produzir lingerie para vender. O negócio foi dando certo, e ela hoje emprega algumas pessoas em uma pequena fábrica. Está ganhando um bom dinheirinho e não precisou se mudar de Taiobeiras para buscar novas oportunidades. É isso o que mais me alegra. Ver que as pessoas, hoje, podem acreditar que há riqueza onde nasceram e podem crescer mantendo suas origens. É para isso que tenho trabalhado tanto, viajando por todo estado e apresentado Minas mundo afora.

Nosso governo também vai bater recordes na entrega de títulos de propriedade. Estamos trazendo segurança para aquele pequeno produtor rural. Chegaremos a 5 mil títulos entregues, o que faz com que o agricultor familiar tenha garantia que aquela terra é dele. Assim, ele pode ampliar sua produção, porque agora está apto a captar financiamentos subsidiados. Em Rio Pardo de Minas, tive a oportunidade de entregar o título para a Dona Terezinha. Com mais de 50 anos, ela esperou a vida inteira para pegar o título da terra. E ela me disse: “Agora eu vou trabalhar ainda mais na minha terrinha, porque o que eu mais quero na vida é ver a minha cidade de Rio Pardo se desenvolver”. 

É isso também o que eu mais quero na minha vida. Ver todas as regiões do meu estado, Minas Gerais, se desenvolvendo. Trabalhando unidos, olhando para o potencial de cada local, nós cresceremos juntos. Como em um trem: um vagão vai puxando o outro e ganhando mais velocidade para chegarem juntos ao destino. 

Por falar em união quero aproveitar a presença do presidente da Assembleia e ilustre filho do Norte de Minas, deputado Tadeu Martins Leite, pela abertura ao diálogo que tem tido com o Executivo. Hoje, quando precisamos do Legislativo Mineiro, encontramos alguém com os ouvidos abertos e atentos a nos ouvir. Mesmo que com pensamentos diferentes, sabemos que estamos sendo tratados com respeito e atenção para analisar os diversos pontos de vista e as necessidades urgentes do Executivo e do povo mineiro. A sua postura faz toda a diferença para a União de Minas em busca do que será melhor para os mineiros. Deixo também meu agradecimento ao procurador- geral do Estado, Jarbas Soares, também um filho ilustre dessa terra que tem sido um aliado de primeira ordem nos diversos acordos que firmamos com as prefeituras e demais entes federativos. Merecidamente está sendo o agraciado com o Grande Colar da medalha de hoje. 

Seguiremos juntos para levar Minas ao patamar que merece. Já representamos 9,5% da economia do Brasil, o maior número da história. Quem sabe voltaremos a ser o segundo maior PIB desse país. Nesses cinco anos, geramos 800 mil empregos e vamos chegar a 1 milhão.

Viva o Norte de Minas!

Muito Obrigado! 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *