Na vanguarda, MS agora tem programa de castração e 1º plano para defesa e proteção da vida animal – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Uma das premissas do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul é não deixar ninguém para trás, o que coloca na pauta e no orçamento o desenvolvimento de políticas públicas também para os animais.

Partindo deste princípio que, há sete meses, foi implantada a Assessoria Especial de Defesa e Proteção da Vida Animal, pasta ligada à Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania) que hoje dá um pequeno grande passo na luta pela saúde e bem-estar animal.

Nesta quarta-feira (13) o auditório Germano Barros de Souza, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, ficou lotado de cãopanheiros e companheiros que lutam pela causa animal. 

  • “É a primeira vez que um governo ouve o nosso socorro, ouve aqueles animais que não têm voz através de nós. Então, eu só tenho que estender a mão e agradecer”. As falas são de uma das protetoras mais aguerridas na causa, Sônia Palhano, “mãe de pets”, como ela prefere se identificar. 

Na causa desde que se reconhece por gente, Sônia tem hoje 107 animais em casa, acolhidos e custeados por ela. É dentro do próprio lar que a protetora cuida de animais há 12 anos.

“As minhas dívidas são caríssimas. Por que? Eu resgato, interno, cuido e levo para minha casa. A gente não tem local, falta política de castrações. São caixas e caixas de animais abandonados, de gatinho, de cachorro. Imagina só uma gata proliferando de três em três meses? Nós temos o CCZ, que é só felino, e em relação aos cães, é um abandono gigantesco”, narra. 

Ouvindo desabafos como de Sônia Palhano, de ONG’s, Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB, e de profissionais de saúde de todo o Estado é que a Assessoria Especial construiu o Plano MS Vida Animal em cima de duas diretrizes: castração e a conscientização contra os maus-tratos.

“De início, a pedido, inclusive, das protetoras e dos municípios, nós iremos começar pela caravana da castração, que foi uma metodologia que nós elaboramos para conseguir realizar a castração em massa em todos os municípios, já que o governador Eduardo Riedel sempre pregou o municipalismo”, explica o assessor da pasta, Carlos Eduardo Rodrigues. 

A partir de pesquisas em cima de projetos realizados pelo País, a Assessoria Especial chegou ao formato de um ônibus itinerante com estrutura para castrar de 200 a 300 animais por dia. “O animal sai castrado, microchipado, porque a gente também quer falar sobre o combate aos maus-tratos e a guarda responsável. Então, todo animal de forma gratuita, independente de peso e sexo, ele vai poder participar desta caravana da castração”, completa Carlos Eduardo.

Serão adotadas como prioridade as regiões endêmicas para que se possa controlar os números de zoonoses, principalmente zoonoses. Todo o trabalho será realizado de forma transversal, através de termos de cooperação assinados nesta quarta-feira (13) entre secretarias dentro do Governo do Estado, prefeituras municipais e Conselho Regional de Medicina Veterinária. 

Construção do Plano

Emocionado, o secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Marcelo Miranda, lembra que desconhecia a dimensão da causa quando a pasta foi alocada na Secretaria, mas ao iniciar a caminhada ao lado da Assessoria Vida Animal, conheceu de perto a realidade, e os sentimentos vividos por quem se dedica aos animais.

“É a causa que mais me motivou nesse primeiro ano de governo, e principalmente em função deste trabalho brilhante das protetoras que doam a sua vida por uma causa. E eu tenho certeza que esse programa tem tudo para dar muito certo e fazer a diferença na vida dos sul-mato-grossenses”, pontua.

Secretário de Governo, Pedro Caravina ressalta que agora que começa o trabalho, agradecendo a sensibilidade do Governo do Estado na criação da Assessoria para que a pauta fosse estruturada e organizada. 

“Ainda temos um caminho a percorrer, hoje é um lançamento, é importante envolver todos nesta causa, no entanto agora vamos fazer um trabalho que não é fácil. Temos que organizar o processo licitatório, tem que trazer uma empresa que seja competente e responsável, porque nós estamos falando de uma meta de 200 mil castrações para percorrer daqui pra frente”, avalia Caravina.

O investimento inicial de R$ 6 milhões para a Caravana da Castração advém de emendas parlamentares da senadora Soraya Thronicke e do deputado federal Beto Pereira.

Presente desde as primeiras ações da Assessoria Especial de Defesa e Proteção da Vida Animal, a primeira dama do Estado, Mônica Riedel enfatizou a importância do envolvimento de todos os poderes e também da sociedade civil pela causa.

“Nos dá uma certeza e uma esperança de que esse programa só venha a crescer. Fazendo essa entrega, a gente vai finalizar o ano bem, incluindo a causa animal, incluindo aqueles que estão tão presentes na nossa vida desde sempre. Vamos trabalhar juntos e colocar como meta para o ano que vem ver o programa crescer cada vez mais”. 

Pela legislação, maus-tratos contra animais é crime, e existe uma delegacia especializada em atender estas ocorrências. No dia a dia do titular da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista), Bruno Urban, o que não faltam são cenas lamentáveis de violência e abandono vividas pelos pets.

Para o delegado, o programa bem como a criação do plano em si vem atender a uma demanda de saúde pública. 

“Se você tem um controle populacional, você vai ter menos animais abandonados, menos sobrecarga nas protetoras, menos maus-tratos também, porque os maus-tratos ele é a ponta. Então este plano vem para revolucionar a política pública, e chega no momento em que a causa animal ganha muita força em nosso País, em nosso Estado. Isso mostra a sensibilidade do Governo em trazer dignidade, não só às cuidadoras, mas também aos animais. Como a gente sempre fala na Decat: Todas as vidas importam, todos os seres vivos merecem respeito”.

Paula Maciulevicius, Comunicação Setescc
Foto de capa: Matheus Carvalho
Fotos internas: Bruno Rezende

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *