Último Sabadinho Bom de 2023 teve samba com Polyana Resende e Fabianna Palmeira

Dois mil e vinte e três termina deixando um gostinho de saudade para os fãs do Sabadinho Bom. Na última edição do ano, neste sábado (30), o evento atraiu um grande público para a Praça Rio Branco e foi uma tarde de muito samba no Centro Histórico da cidade. Realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), o encontro semanal foi comandado pela cantora Polyana Resende e contou com a participação da passista Fabianna Palmeira.  

O diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, afirmou que a Fundação fecha o ano com um excelente show no Sabadinho Bom. “A Polyana Resende mostrou toda a força e a potencialidade que tem a nossa musicalidade, sobretudo, o nosso samba com uma animação impressionante junto ao público. Fez uma verdadeira ‘festa de Réveillon’ na nossa Praça Rio Branco”, comemora.  

Ele afirma que só tem a comemorar porque, desde que acabou a pandemia, a Funjope tem feito o Sabadinho Bom e cada vez sempre um melhor que o outro, valorizando os cantores, as cantoras, os músicos da cidade de João Pessoa, além de contribuir para potencializar uma economia criativa no Centro Histórico. “Isso, para nós, traz muita felicidade. Agora é planejar 2024. Manteremos nesse ritmo forte e sempre trabalhando para melhorar as nossas ações culturais, especialmente no Centro Histórico”, acrescentou o diretor.  

Para Polyana Resende foi muito bom estar presente com seu show no último Sabadinho Bom do ano. “Estive ao lado de pessoas queridas, da minha banda. Trouxe amigos como Kojak Banjo e Fabianna Palmeira para participar comigo da festa. Foi maravilhoso ver tanta gente curtindo, celebrando num espaço público. É muito gratificante. Sempre fico muito feliz no palco, mas quando é público, ainda mais porque aqui o acesso é para todos. O Sabadinho Bom é um ambiente extremamente saudável, de pessoas felizes e agradeço imensamente por participar”, afirmou.  

A passista Fabianna Palmeira também agradeceu pela oportunidade de estar no evento. “O que dizer do Sabadinho Bom? É uma maravilha, como sempre, como todos os sábados. É um deslumbre, a coisa mais linda, e hoje foi mais lindo ainda porque foi aquela alegria daquele povo maravilhoso, ver aquelas pessoas felizes. Eu queria sempre agradecer à Funjope, ao nosso público. Eu agradeço muito por participar desse último Sabadinho de 2023 e que venham mais e mais em 2024”, resumiu.  

No repertório, músicas autorais de Polyana Resende, como ‘Vaitimbora’, ‘Saravá’, ‘Um Samba a Dois’, entre outras. Também teve espaço para os clássicos do samba como ‘Zé do Caroço’, de Leci Brandão, e ‘O meu Lugar’, de Arlindo Cruz.  

A apresentação contou com o acompanhamento dos músicos Potyzinho Lucena, no cavaquinho; Fabiene Fernandes, no violão; Francisco Neto, Alisson Cavalcante e Erandir Oliveira, na percussão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *