Agência Minas Gerais | Investimento do Governo em hemodiálise beneficia cerca de 200 mil habitantes na microrregião de Salinas e Taiobeiras

Com investimento de R$ 1 milhão da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), moradores da microrregião de Salinas e Taiobeiras que necessitam de tratamento renal já podem fazer hemodiálise em Salinas, na Unidade de Nefrologia da Fundação Dilson de Quadros Godinho.  De janeiro a outubro de 2023, de acordo com o Sistema de Informação Ambulatorial (SIA/SUS), foram atendidos 16.584 pacientes de 16 municípios da região.

Antônio Cotta

A partir desta sexta-feira (5/1), o Hospital Oswaldo Prediliano Santana (Hospital Municipal de Salinas),  que atua em parceria com a Fundação para o atender pacientes renais em caso de emergência, também conta com um novo aparelho de raio X digital. No hospital funciona a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o novo equipamento vai melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes e dar mais agilidade aos diagnósticos.

Investimento na Saúde em Salinas 

Durante a inauguração do serviço de raio X no Hospital Municipal, nessa quarta-feira (4/1), o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, destacou os avanços na saúde para os moradores.  “O Hospital Municipal recebeu um novo raio X digital, um novo tomógrafo está sendo instalado e temos um novo arco cirúrgico, que, junto com a equipe do hospital, possibilitou a realização de mais de 400  cirurgias ortopédicas”, disse. 

Segundo o secretário, as políticas públicas de saúde do Governo do Estado estão possibilitando mais acesso à saúde de qualidade no interior de Minas, tornando os municípios independentes. “O Opera Mais, além de equipar os hospitais, custeia cirurgias hospitalares e ambulatoriais, zerando filas de espera. Em Salinas e na microrregião, não há pacientes aguardando por uma cirurgia para retirar pedra na vesícula”, complementou.

A diretora administrativa do Hospital Municipal de Salinas, Laiane Medeiros, afirmou que as políticas Valora Minas e Opera Mais tiveram um peso significativo no atendimento a pacientes e na sustentabilidade da instituição, que atende 100% ao SUS. “Hoje prestamos atendimento a 40 municípios dentro da política Opera Mais, ajudando a salvar vidas e diminuindo o sofrimento desses pacientes que, há anos, esperavam por uma cirurgia eletiva. Conseguimos conceder a eles mais dignidade, mais saúde”, disse.

O município de Salinas vai contar também com o repasse de R$ 700 mil da SES-MG para a ampliação de três Unidades Básicas de Saúde (UBSs), recentemente habilitadas, conforme a Resolução SES nº 9196 / 2023.

Melhoria percebida na prática

Com os investimentos para melhorar os serviços de hemodiálise e ampliar o acesso a eles, o produtor rural Arcíso José da Cruz, de 67 anos, percebe a diferença que faz o atendimento perto de casa. O produtor rural e morador de Vargem Grande do Rio Pardo há um ano percorre aproximadamente 113 quilômetros três vezes por semana para realizar hemodiálise na Fundação Dilson de Quadro Godinho. Se precisasse se deslocar até Montes Claros para fazer o tratamento, teria que fazer um trajeto de cerca de 294 quilômetros. “A distância é um benefício porque aqui é um pouco mais perto. Montes Claros é muito longe. Lá na Upa também não tem como, então aqui em Salinas acaba sendo bem melhor”, enfatizou.

Há 10 meses, a servidora pública aposentada Lauzinha Antônia de Oliveira Nunes, de 80 anos, vem a Salinas três vezes por semana para a hemodiálise. Ela é moradora do município de Fruta de Leite, distante cerca de 48 quilômetros de Salinas, 56 minutos de viagem. “Aqui é mais perto. A oportunidade para mim é essa”, disse Lauzinha Nunes.

Oncologia

Nesta sexta-feira (5/1), o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti; o subsecretário de Regionalização, Darlan Venâncio Thomaz Pereira; e a subsecretária de Políticas e Ações de Saúde, Camila Moreira de Castro, participaram de uma reunião para debater o tratamento oncológico e o serviço de hemodiálise em Salinas. Estiveram presentes no encontro representantes de cerca de 20 municípios, entre prefeitos e secretários de saúde da região, e o reitor da Unimontes, Wagner de Paulo Santiago. 

Na macrorregião de Saúde Norte, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais investiu, entre dezembro de 2021 e dezembro de 2023, cerca de R$ 198 milhões da Política de Atenção Hospitalar Valora Minas. 

Com a Política Opera Mais, Minas Gerais (que integra o Valora Minas), foram realizadas, de janeiro a julho de 2023, 8.778 cirurgias eletivas na macro Norte.

A região também recebeu investimento de R$ 529,8 milhões para a Atenção Primária à Saúde (APS), porta de entrada para os atendimentos do Serviço Único de Saúde (SUS).

Título de Cidadão Honorário

Durante a agenda nos municípios no Norte de Minas, na cidade de Curral de Dentro, o secretário Fábio Baccheretti foi homenageado com o título de Cidadão Honorário, concedido pela Câmara Municipal. O título é um reconhecimento das contribuições para a saúde pública na cidade e no estado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *