HMV reduz tempo de internação na UTI através da odontologia e fonoaudiologia hospitalar

O Hospital Municipal do Valentina (HMV) reduziu o tempo médio de permanência de seus pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após a implementação da odontologia e fonoaudiologia hospitalar no serviço, que é referência no atendimento pediátrico. Em 2023, o tempo médio de internação na UTI foi de 17 dias, enquanto a média do ano anterior (2022) foi de 25.  

Para a diretora geral do HMV, Tânia Menezes, o trabalho implementado no ano passado tem apresentado resultados positivos. “Tem sido um trabalho fantástico, pois muitas crianças chegam com herpes bucal, infecção ou outras patologias de boca que podem evoluir, mas estamos conseguindo reduzir o tempo de internação. Inclusive, é um trabalho multiprofissional e tem proporcionado resultados positivos como, por exemplo, a redução também da infecção hospitalar dos pacientes entubados na UTI. As mães saem satisfeitas e isso é um ganho muito grande”, afirmou.  

Uma das crianças beneficiadas foi o paciente Luís Fernando Vieira, de 10 anos. “Meu filho foi muito bem assistido e aqui foi feito o que até então, nesses dois meses que ele se acidentou, ninguém tinha feito. Só tenho o que agradecer a Deus e a toda a equipe que atendeu ele”, disse Tamires Vieira, mãe do menino.    

A odontóloga do HMV, Lília Van Der Linden, explica que o tempo de internação varia de caso a caso, entretanto alguns pacientes já apresentam melhora 24 horas após a abordagem odontológica. “Por meio da intervenção precoce da odontologia, é possível reduzir significativamente o tempo de internação do paciente, resultando na diminuição dos custos hospitalares e proporcionando uma melhora progressiva do quadro clínico”, destacou.  

O trabalho da odontologia acontece nos diversos níveis hospitalares. Na UTI, o atendimento consiste em consultas diárias por meio de um exame clínico intrabucal e extrabucal, executando avaliação inicial do paciente, estabelecendo diagnóstico, promovendo a adequação para receber a higienização bucal, orientando a equipe multiprofissional e removendo fatores de risco de infecção, além de realizar prescrições avaliando as necessidades individuais de cada paciente.  

No bloco cirúrgico, os procedimentos odontológicos, sob anestesia geral, englobam o atendimento a pacientes críticos em UTI, bebês recém-nascidos com anomalias que exijam atendimento odontológico, pacientes com doenças bucais que estejam comprometendo sistemicamente e outros casos.  

Já nas enfermarias, o atendimento consiste, entre outras atividades, em consultas diárias com exames clínicos intraoral e extraoral, orientação de higiene oral e controle de foco de infecção, enquanto na urgência os atendimentos acontecem por meio de pareceres para que cada um seja avaliado criteriosamente e garantindo que a intervenção odontológica seja realizada de maneira apropriada.  

Fonoaudiologia – Dentro do trabalho multidisciplinar que tem sido realizado no HMV, proporcionando a redução do tempo de permanência dos pacientes na unidade, destaca-se, também, a fonoaudiologia, que incluiu na rotina do hospital a avaliação de frênulo (lábios e língua) com correção imediata, quando necessário e ampliação da laserterapia para amenizar inflamações.  

“Com a avaliação de frênulos, conseguimos impactar de forma positiva a retirada de sondas alimentares proporcionando mais conforto e qualidade de vida aos lactentes, bem como avaliar crianças reduzindo a possibilidade de dificuldades em articulação da fala que o frênulo de língua poderia ocasionar”, explicou Jofávia Lacerda, fonoaudióloga do HMV.  

Jessica da Silva, mãe do pequeno João Miguel da Silva, de apenas 1 ano, também elogiou o trabalho desenvolvido no hospital. “Gostei muito do atendimento, está sendo ótimo para a recuperação dele. Ele melhorou muito desde quando chegou aqui, não estava engolindo nada, agora já consegue sugar”, comentou.  

Melhorias – Neste último ano, junto à implementação da odontologia e fonoaudiologia hospitalar, foram realizadas melhorias como aquisição de insumos e materiais odontológicos, elaboração de normas e rotinas para odontologia e fonoaudiologia, ampliação da laserterapia, execução do projeto ‘Linguinha Solta’ para realização de frenectomias, capacitações na UTI e enfermarias, além de parcerias com outras instituições.  

Serviço – O HMV é referência no atendimento infantil, recebendo casos clínicos, assim como urgência e emergência pediátrica. O hospital é uma unidade de portas abertas, atendendo desde recém-nascidos a adolescentes com idade até 17 anos.

Ao todo, a unidade hospitalar possui 68 leitos, sendo 60 de enfermaria (54 clínicos e seis cirúrgicos) e oito psiquiátricos. A unidade conta, ainda, com serviços de pronto atendimento, equipes de imagem, bloco cirúrgico para pequenas e médias cirurgias, além de ambulatórios que atendem casos nas especialidades de otorrinolaringologia, cirurgia pediátrica, dermatologia, anestesiologia e endocrinologia.      

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *