Prefeitura de Cuiab | Gesto de amor resulta em cinco vidas salvas aps cirurgia de captao de rgos no HMC

Cinco vidas foram salvas em um ato de generosidade e amor ao próximo. Esse foi o resultado da quinta cirurgia de captação de órgãos realizada na tarde desta quarta-feira (17), no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho, da Prefeitura Municipal de Cuiabá. A senhora V.A.D.S, 61 anos, permaneceu internada na unidade desde o dia 6, com problemas cardíacos, resultando em um AVC Hemorrágico. A potencial doadora deixa dois filhos e netos.

O hospital comunicou à Central Estadual de Transplantes após a notificação da morte encefálica, no dia 7, e a equipe da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) fez a entrevista com a família que aceitou a doação.

O procedimento resultou na doação do fígado, rins e córneas, sendo destinados a Brasília, São Paulo e Cuiabá, respectivamente. A condução dos trabalhos é de responsabilidade da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do HMC, em conjunto com a Central Estadual de Transplantes – CET e a Central Nacional de Transplantes – CNT.

Antes de começar o procedimento, os funcionários do HMC fizeram uma corrente de agradecimento nos corredores para acompanhar a passagem da maca com a paciente no momento em que ela seguia para a captação. Os familiares estavam presentes e puderam se despedir da mulher de coração forte, generoso e solidário.

“Minha querida, obrigado pela oportunidade de ter te conhecido e ter convivido com você. Esse momento me faz relembrar nossas viagens, longas conversas e por que não dizer tantas risadas. Esse último ato de amor e solidariedade ao próximo só registra a pessoa maravilhosa que você sempre foi e ficará eternamente guardada em nossos corações. Obrigada Deus, obrigada toda equipe do hospital, pelo atendimento prestado e por não medirem esforços para salvar a vida da minha esposa, mas creio que, nesse momento, ela está junto ao nosso bom Deus”, declarou o esposo.

Também muito emocionada, a filha relatou que, apesar de ser um momento de profunda dor e tristeza, saber que estamos ajudando outras vidas, outras famílias é muito bom. “Minha mãe se fará presente. Estamos muito gratos em praticar esse ato de amor e gratidão”, disse.

A captação de órgãos acontece em pacientes com morte encefálica. O primeiro passo é investigar a causa neurológica para que se tenha um diagnóstico preciso do óbito. São feitos o 1º e 2º exames clínicos, o Teste de Apneia e exames complementares: Angiografia craniana, Doppler Intracraniano e o Eletroencefalograma; esta etapa é realizada por médicos capacitados. O protocolo de morte encefálica é aberto visando seguir critérios para o real diagnóstico. “A doação de órgãos é feita mediante autorização por escrito dos familiares. Todas essas atividades são acompanhadas pela CIHDOTT e repassam constantemente as informações para a Central Estadual de Transplantes – CET”, explicou a responsável técnica do CIHDOTT-HMC, Leila Luiza.

Para ser um doador não é necessário deixar o desejo de solidariedade por escrito; no momento correto, a família é quem tem o poder de decidir e autorizar a doação. Eu sempre falo, quem doa, é um gesto de amor e quem recebe, é um suspiro de esperança. De esperança, que vai poder voltar a viver, ter uma vida normal”, ressaltou Leila.

Para o diretor administrativo financeiro do HMC, Giovane Valar Koch, fez questão de exaltar e agradecer todo o trabalho que é desempenhado pela equipe profissional. “Para chegar na captação em si, tem todo um trâmite a ser feito. Vai desde a sensibilidade e a capacidade de acolher a família nesse momento tão difícil, afinal, a doação ocorre com o consentimento da família. Estou começando nessa área da saúde também, numa área de gestão, vendo toda essa parte que envolve a saúde, que envolve emoção nas pessoas, que envolve estar levando esperança novamente para as famílias”, destacou Giovani.

A população precisa entender que esse momento é especial para vocês e para a família que está recebendo essa nova vida também. Então eu tenho certeza que o nosso ser maior que é Deus, sente muito gratificado desse momento, desse entendimento da família de estar dando seguimento em outras vidas. A mulher que nunca me deu nenhum esforço para ajudar qualquer tipo de pessoa em qualquer hora, qualquer dia. Maravilha. Ela nunca me deu esforço. Maravilha. Essa aqui mora fora, mas qualquer hora que ela falava assim, mãe, preciso da senhora, ela não me deu esforço. Ela não me deu esforço, como qualquer pessoa. Então é isso, Deus colhe aquilo que está pronto.

“Em nome da equipe do HMC, a palavra que nós temos para oferecer chama-se gratidão. Gratidão, gratidão e respeito à vida. Que Deus abençoe todos vocês, muito obrigado mais uma vez, e que essa atitude se torne novas e novas atitudes no futuro. E que Deus abençoe a vocês também”, concluiu o diretor técnico do Hospital Municipal de Cuiabá, Anderson Souza Ferreira Torres Araújo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *