Rodovia concessionada pelo Estado utiliza técnica de reciclagem nas obra de recuperação do trecho

A rodovia MS-306, concessionada pelo Governo do Estado, está utilizando uma técnica de reciclagem nas obras de recuperação da estrada. O objetivo é produzir material mais resistente para o tráfego intenso na via e ainda contribuir com o meio ambiente. Estas atividades seguem a marca do Estado, que defende uma gestão verde e sustentável.

De acordo com a Way-306, empresa que administra a rodovia, esta técnica de reciclagem também reduz de forma significativa a extração de recursos minerais e diminui os deslocamentos de caminhões que fariam este serviço. O resultado é menos emissões de gazes poluentes para atmosfera.

Rodrigo Magalhães, responsável pelo projeto, destacou que esta reciclagem ocorre com adição de cimento para reforçar a fundação do pavimento, nos trechos degradados. “O pavimento de toda a rodovia é constituído por uma camada delgada de revestimento asfáltico de até 10 cm apoiada em camadas granulares lateríticas, em sua grande maioria. Estes pavimentos se mostravam insuficientes para suportar o elevado volume de tráfego pesado da rodovia. A reciclagem com a adição de cimento realizada na MS-306 teve espessuras variando de 25 a 30 cm, dependendo do segmento”, destacou.

Ele acrescenta que o material reforça a infraestrutura do pavimento e reduz a sensibilidade à umidade, em relação as camadas que se enfraquecem com a infiltração de água no pavimento. “A reciclagem do pavimento promove melhores condições de conforto e segurança aos usuários da rodovia por um período mais prolongado, reduzindo ainda os investimentos futuros em manutenção do pavimento nestes segmentos”, completou.

Processo de reciclagem

Segundo a empresa, as obras de recuperação com este método começaram desde maio do ano passado, passando por 30,8 km da MS-306. A técnica consiste na trituração da camada de revestimento, junto com a base existente, incorporando os materiais. A máquina nivela o revestimento e base com cimento, para depois ser compactada e regularizada. Depois da secagem, a pavimentação é concluída com o revestimento asfáltico.

“A reconstrução da base por meio da reciclagem com adição de cimento é um processo que renova o aspecto da rodovia, melhora sua capacidade e agrega segurança e conforto aos usuários”, descreve Rafhael Marhold de Oliveira, supervisor de engenharia e obras da empresa.

As etapas do processo de reciclagem incluem o espalhamento do cimento pelo trecho, depois a recicladora faz o processo de homogeneização da camada asfáltica, base existente e cimento incorporado. Na sequência ocorre a compactação da nova camada, por meio de rolos compactadores.

Em seguida a motoniveladora regulariza a superfície, junto com as maquinas de limpeza que removem os materiais excedentes. Depois é aplicada a pintura, que impermeabiliza a camada, protegendo da chuva. Para finalizar o processo tem a aplicação e compactação com o concreto asfáltico e a pintura da sinalização das faixas para liberar o trecho ao tráfego.

Leonardo Rocha, Comunicação do Governo de MS (Com informações Way-306)
Foto: Divulgação/Way-306

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *