Polo para pacientes com dengue é aberto em Botafogo – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Durante o carnaval, os polos de atendimento funcionarão todos os dias, das 7h às 19h – Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) abriu neste sábado (10/02) mais um polo de atendimento para pacientes com dengue, em Botafogo, no Super Centro Carioca de Vacinação. A unidade se junta às de Curicica, Campo Grande, Santa Cruz, Del Castilho, Bangu, Madureira, Complexo do Alemão e Tijuca para o enfrentamento da epidemia. Durante o carnaval, os polos funcionarão todos os dias, das 7h às 19h.

– Até o momento, já foram feitos mais de 16 mil atendimentos por dengue no município do Rio de Janeiro. Os novos polos já atenderam mais de 800 pacientes. A imensa maioria dos pacientes apresentou sintomas brandos. Menos de 5% deles precisou de hospitalização para realização de hidratação venosa. A população precisa ficar atenta aos sintomas da dengue, entre os quais febre, dor de cabeça, dor nos olhos, dor no corpo, manchas vermelhas pelo corpo. E procurar um dos polos de atendimento da dengue da Prefeitura do Rio de Janeiro, onde será feito o diagnóstico e serão dadas as orientações de tratamento. Os polos recém-inaugurados foram preparados para fazer até 200 atendimentos por dia com rapidez – disse o subsecretário de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Renato Cony.

O pastor Leandro Duarte, de 48 anos, foi o primeiro acolhido pela manhã no novo polo de atendimento de dengue no Super Centro Carioca de Vacinação. Há uma semana, ele começou a ter febre e diarreia. Dias depois, passou a sentir dores pelo corpo e decidiu procurar orientação médica.

– A estrutura e todo o material utilizado aqui no polo são excelentes. Os profissionais são muito bons. Gostei demais do atendimento, fui muito bem recebido – afirmou ele.

Diagnóstico e pontos de hidratação

Os polos são preparados para o diagnóstico e tratamento das pessoas com dengue, com pontos para hidratação venosa ou oral, conforme necessidade de cada caso. Pacientes com quadros mais graves e indicação de internação são regulados pela Central Municipal de Regulação e transferidos para leitos dedicados à dengue nos hospitais da rede de urgência e emergência do município. O Hospital Municipal Ronaldo Gazolla (HMRG), em Acari, é a unidade de concentração para a doença, inicialmente com 20 leitos. O HMRG, que durante a pandemia da covid-19 foi referência para o tratamento dos pacientes com quadros mais graves, tem expertise e preparo para passar rapidamente pelas alterações de fluxo necessárias em uma situação de epidemia.

 

Categoria:

  • 10 de fevereiro de 2024
  • Marcações: atnedimento Botafogo dengue paciente polo

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *