Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres abre inscrições para curso técnico em estética e beleza

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM), abre inscrição a partir da próxima terça-feira (20) para 90 vagas nos cursos de estética e beleza voltados para mulheres das comunidades da Capital em situação de vulnerabilidade social. As inscrições ficam abertas até as vagas se encerrarem. A inauguração do Polo de Capacitação Técnica acontece no dia 21 de fevereiro, às 14 horas, no Paço Municipal, localizado no Centro.

Nena Martins, titular da Pasta, explica que essa será a segunda parceria que a Prefeitura de João Pessoa, por meio da SEPPM, faz com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Humano (INADH), que geralmente executa emendas parlamentares.

“No ano passado realizamos um curso de cuidadoras de idosas e, agora, estamos com esse na área de estética e beleza, capacitando mulheres para que abram seu próprio negócio na área do empreendedorismo feminino ou que possam trabalhar nas empresas que já estão consolidadas no mercado”, detalhou.

De acordo com ela, estão sendo priorizadas mulheres mais vulneráveis, que estão dentro de um ciclo de violência ou que saíram dele e estão superando essa situação através de tratamento nos serviços oferecidos pela SEPPM, como assistência psicológica.

“As aulas vão começar no dia 4 de março e terá durabilidade de cinco meses. Quem tiver interesse, basta procurar a Secretaria da Mulher que fica no primeiro andar do Paço Municipal levando os documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência, para garantir a vaga que é totalmente gratuita”, afirmou.

Nena Martins disse que os cursos de design de sobrancelhas, maquiagem, manicure e pedicure acontecerão dentro do Espaço da Mulher, que funciona nas dependências da secretaria, onde acontecem as capacitações da Pasta. 

Localização – O Espaço da Mulher funciona no prédio do Paço Municipal, no Centro da Capital, com oferta de cursos de capacitação, com direito a certificado, e realização de oficinas e palestras sobre a proteção à mulher e outros temas. Todos os cursos de capacitação destinam 15% das vagas para mulheres vítimas de violência doméstica.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *