Favela com Dignidade faz 1.561 atendimentos no Parque Ideal, em Realengo – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

O programa Favela com Dignidade ultrapassou a marca de 40 mil atendimentos desde o seu lançamento em 2021 – Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Ação Comunitária, levou neste sábado (27/4) o programa Favela com Dignidade a Realengo, na Zona Oeste, e registrou 1.561 atendimentos diretos aos moradores da região, ultrapassando 40 mil atendimentos diretos desde a sua implantação, em 2021. A ação conjunta foi realizada na comunidade Parque Ideal e teve a participação de diversas secretarias e órgãos públicos do município e do estado com a prestação de múltiplos serviços.

– O Favela com Dignidade garante que todos tenham acesso aos serviços públicos perto de casa, sem a necessidade de grandes deslocamentos e com a possibilidade de receber mais de um atendimento no mesmo dia – destacou a secretária de Ação Comunitária, Marlí Peçanha.

Entre os serviços mais procurados estavam os da Secretaria de Saúde, com vacinação, dicas sobre prevenção de arbovoroses (dengue, zika e chikungunya), prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e orientações sobre higiene bucal. O público também lotou a tenda da Secretaria de Habitração, que ofereceu inscrições no programa Minha Casa, Minha Vida. Foi grande a procura pelas oficinas de beleza oferecidas pela Secretaria de Políticas e Promoção da Mulher, que incluíram design de sobrancelha, trança e limpeza facial. A secretaria também divulgou a campanha Tem Saída, voltada para mulheres em situação de violência. Já a Secretaria da Juventide informou sobre os cursos com vagas abertas com os temas Indústria Avançada e DJ, direcionados a pessoas entre 15 e 29 anos.

A Secretaria de Ação Comunitária anunciou o projeto Casa Carioca na comunidade e sobre o planejamento de implantação do projeto Recicla Comunidade na localidade.

A Fundação Leão XIII receu um grande número de pessoas em busca de isenção para a segunda via de carteira de identidade e certidões. A Secretaria de Assistência Social orientou moradores sobre o CadÚnico e os serviços, programas e benefícios socioassistenciais como o BPC/LOAS para idosos a partir de 65 anos e pessoas com deficiência.

A Secretaria de Cidadania, responsável pelo Procon Carioca, fez registros sobre problemas de consumo e deu orientações sobre violações de direitos humanos. A Secretaria de Educação fez encaminhamentos para vagas na rede municipal e no programa de Educação de Jovens e Adultos (PEJA), além, de orientar sobre vagas em creches. A pasta ofereceu ainda oficinas de leitura e contação de histórias, além de busca ativa de alunos que não estão frequentando a escola.

A Secretaria da Pessoa com Deficiência falou sobre os direitos das pessoas com deficiência e divulgou os serviços oferecidos pela Prefeitura para PCDs e seus familiares nos Centros Municipais de Referência da Pessoa com Deficiência. A Secretaria de Transportes deu dicas sobre cartões de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência, sobre recursos de multas e informou sobre o retorno de algumas linhas de ônibus na região.

A Defesa Civil orientou sobre os os riscos de soltura de balões, comum nessa época do ano, orientou sobre o agendamento para vistorias preventivas em imóveis na região e sobre os cuidados para manter a casa segura. A IplanRio deu suporte de TI para os órgãos que participaram do evento e o Instituto Pereira Passos (IPP) explicou sua atuação com o programa Territórios Sociais, que visa trazer para os cadastros e programas sociais da Prefeitura as famílias que ainda não estão inseridas no sistema de atendimento. A Secretaria de Esportes promoveu um aulão de zumba para incentivar a prática de atividades físicas e colocar o público em forma.

Além dos serviços que foram oferecidos durante a ação comunitária, a Prefeitura iniciou algumas intervenções para a melhoria da qualidade de vida na região. Entre elas, a manutenção do sistema de iluminação, a operação caça-fios, com a retirada de fios soltos e sem uso, a substituição de tampas de bueiros, a limpeza de ruas e capina. Os trabalhos estão sendo feitos pela Rioluz, Secretaria Municipal de Conservação e Comlurb.

O Favela com Dignidade tem o objetivo de garantir e facilitar o acesso aos serviços públicos a comunidades com menores Índices de Desenvolvimento Social, proporcionando melhores condições de vida aos moradores dessas localidades. Implantada em 2021, a iniciativa já promoveu 27 ações comunitárias conjuntas, com mais de 40 mil atendimentos diretos.

Marcações: atendimentos Favela com Dignidade Parque Ideal Prefeitura do Rio Realengo Serviços

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *