Cachorrinha resgatada de maus-tratos ganha um lar em Sorocaba – Agência de Notícias

 

Em 2023, quase 300 cães e gatos da unidade municipal foram adotados. Já neste ano, de janeiro a abril, 77 animais ganharam um lar.

A cachorrinha Rose, que vivia temporariamente na Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria do Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Sema), foi adotada, na última segunda-feira (29), pelo motorista Vinícius do Amaral e sua esposa Fernanda Almeida Rosa Amaral, moradores do bairro Júlio de Mesquita Filho, localizado na Zona Oeste da cidade. O animalzinho agora se chama Beca e está sob os cuidados da Dona Claudete Aparecida Pantojo, mãe de Vinicius, sua nova tutora.

A Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Sema atua com animais vítimas de abandono e maus-tratos em Sorocaba e, por isso, precisa sempre encontrar novos tutores para eles. Todos os cães e gatos da unidade são vacinados, vermifugados, castrados e microchipados. Em 2023, quase 300 cães e gatos da unidade municipal foram adotados. Já neste ano, de janeiro a abril, 77 animais ganharam um lar.

A cachorrinha estava sob os cuidados da Seção de Proteção e Bem-Estar Animal desde junho 2022, vítima de maus-tratos. Ela foi resgatada, junto com outros cerca de 70 animais, em três residências na Zona Leste da cidade. Na época, todos eles foram avaliados clinicamente por um médico veterinário da Sema e receberam todos os cuidados necessários para então serem disponibilizados para a adoção responsável, por meio do programa municipal “D + uma chance. Adote uma Vida!”.

Beca é o primeiro animalzinho de estimação adotado pela família e a ideia é que ela faça companhia para a Dona Claudete, que é aposentada e mora sozinha. “Estávamos procurando uma fêmea, que era o que a minha mãe queria. E ela estava lá, quietinha e deitada. Minha mãe amou”, conta Vinícius. “Ela chegou e andou a casa inteira, mas como foi resgatada de maus-tratos ela ainda está um pouco assustada”, afirma.

O recado de Vinícius para pessoas interessadas em ter um animal de estimação é que também adotem. “Muitos precisam de um lar e carinho e é muito mais satisfatório adotar um cãozinho do que comprar, pois muitos sofriam maus-tratos. Lá tem muito cachorros bonitos e também filhotes que precisam de um lar e de amor”, destaca.

A Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria do Meio Ambiente realiza, durante o ano todo, ações visando sensibilizar as pessoas sobre a guarda responsável de animais. O munícipe interessado em adotar um animalzinho pode ir até os eventos de adoção ou diretamente na Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Sema.

O munícipe precisa apresentar um documento pessoal com foto e um comprovante de endereço recente, além de responder alguns questionamentos aos profissionais da Sema, relacionados ao bem-estar dos animais, como, por exemplo, se já existe outro pet na residência ou, ainda, a respeito do espaço destinado ao animal no imóvel. Ao adotar um dos animais, o cidadão assina um termo de responsabilidade de adoção responsável.

Importante salientar que adotar um cão ou um gato é assumir uma responsabilidade e jamais pode ser uma ação por impulso, pois os tutores precisam garantir o cuidado necessário a esses animaizinhos por toda a vida. Um cão, por exemplo, pode viver mais de 15 anos, ou seja, ele vai precisar da atenção do seu tutor por muito tempo, como receber carinho, cuidados veterinários, além da necessidade de brincar e passear.

A Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Sema está localizado na Rua Rosa Maria de Oliveira, 345, ao lado do Instituto Humberto de Campos, no Jardim Zulmira, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3202-8006.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *