Agência Minas Gerais | Incentivo do Governo de Minas leva alimentação saudável e gratuita para mais de 9 mil famílias

O Governo de Minas tem avançado em ações para garantir a segurança alimentar e nutricional dos mineiros.

Incentivos estaduais têm possibilitado que cozinhas comunitárias e bancos de alimentos sejam modernizados, o que beneficia mais de 9 mil famílias em diversas regiões do estado.

Os investimentos já somam R$ 820 mil nos últimos dois anos, e devem a atingir a marca de R$ 1,4 milhão ainda em 2024.

Esses espaços públicos municipais combatem o desperdício e promovem o acesso a uma alimentação saudável e de qualidade para pessoas em situação de vulnerabilidade social, seja pela distribuição de alimentos ou pela oferta de refeições prontas.

Ednalva Barbosa Silva é uma dessas pessoas. Ela encontra na cozinha comunitária de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), uma forma de garantir alimentação acessível e saudável.

“Você não precisa se preocupar com almoço. Venho aqui e já pego a marmita pronta, o que nos ajuda muito no dia a dia. Tinha vezes que não tinha dinheiro para comprar um alimento. Com as marmitas a gente não vai passar necessidade”, relata.

Cozinhas comunitárias

Para modernizar as cozinhas comunitárias, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (Sedese-MG) já investiu R$ 660 mil em dez cozinhas que fornecem, em média, 5 mil refeições por semana nos municípios de Contagem, Muriaé, Coronel Fabriciano e Planura.

Onivaldo Silva, morador de Planura, no Triângulo Mineiro, é grato pela refeição que recebe todos os dias.

“É uma comida muito boa. Não só para mim, como para todas as pessoas. E é uma coisa que não deve acabar nunca”, enfatiza.

 

Banco de Alimentos de Formiga / Divulgação

Ampliação

Para ampliar o investimento estadual, na última sexta-feira (3/5), a Sedese lançou novo edital que vai destinar mais R$ 600 mil para modernização das cozinhas comunitárias, com foco no aumento da capacidade de atendimento das pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Essa é uma política prioritária, porque atende pessoas em situação de vulnerabilidade. O Governo de Minas incentiva os municípios, garantindo a qualidade e continuidade do atendimento”, destaca a secretária de Estado da Sedese, Elizabeth Jucá.

Saiba mais sobre o 2º Edital de Fomento às Cozinhas Comunitárias clicando aqui.

Atuação em diversas frentes

Outra estratégia adotada pelo Governo de Minas para promover a segurança alimentar e nutricional dos mineiros é o investimento em bancos de alimentos públicos.

Em 2022 foram investidos cerca de R$ 160 mil para incentivar oito bancos nos municípios de Conselheiro Pena, Uberaba, Pingo d’Água, Santana do Paraíso, Ubaporanga, Engenheiro Caldas, Piedade de Caratinga e Formiga.

Sofia Cravo, nutricionista responsável por duas instituições que recebem doação do Banco de Alimentos de Formiga reforça que “o banco contribui muito, para o aumento da qualidade de vida dos idosos e das crianças. São alimentos de qualidade”.

Além do lançamento do edital inédito, Minas foi o primeiro estado brasileiro a priorizar a participação dos municípios que aderiram ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

Elizabeth Jucá pontua que a Sedese também atua na mobilização para que os municípios façam a adesão ao Sisan.

“Só assim vamos poder construir juntos uma política pública mais eficiente e promover a segurança alimentar dos mineiros”, destaca.

A secretária de Estado da Sedese ressalta ainda a importância dos investimentos do governo.

“O estado atua no fortalecimento desses espaços públicos que são essenciais para a oferta de alimentação saudável para aqueles que mais precisam”, finaliza Jucá.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *