Servidores representam o IFSP no XXIV Seminário Ética na Gestão – IFSP

Encontro acontece em Brasília nos dias 14 e 15 de maio

Ana Verônica e Márcio representando o IFSP em Brasília

A Comissão de Ética Pública (CEP) realizou, nos dias 14 e 15 de maio, em Brasília, o XXIV Seminário Ética na Gestão, com tema Ética e Diversidade no Serviço Público. Os servidores José Márcio Vieira e Ana Veronica de Oliveira Collyer representaram a Comissão de Ética do IFSP no evento.

Na abertura do encontro, o Presidente da CEP, Manoel Caetano Ferreira Filho, abordou a atuação da CEP na análise de conflito de interesses e processos éticos, ressaltando que, muitas vezes, os casos de eventuais falhas ocorrem por falta de conhecimento. “A CEP tem investido em ações preventivas e educativas, buscando orientar os gestores e as autoridades públicas sobre suas obrigações e alertando-os sobre o importante papel que ocupam no serviço público, uma vez que servem de exemplo para os seus subordinados”.

O Diretor-Executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Carlos Antonio Rocha de Barros, e a Diretora de Gestão da Cultura e de Pessoas do Banco do Brasil, Mariana Pires Dias, abordaram a ética como pilar nas suas instituições e citaram ações desenvolvidas para a manutenção da cultura ética entre os seus empregados e colaboradores. Também estavam na mesa de abertura o Conselheiro e ex-Presidente da CEP, Edson Leonardo Dalescio Sá Teles; a Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Conselheira da CEP, Caroline Proner; e a Advogada e Conselheirada CEP, Marcelise de Miranda Azevedo.

Palestra Magna

Finalizada a abertura, José Geraldo de Sousa Junior, Professor e ex-Reitor da Universidade de Brasília (UnB) proferiu a Palestra Magna com tema “Ética e Justiça Social”. Em sua fala, o professor discorreu sobre o papel que temos na sociedade, para derrubar privilégios e exigir mais direitos para todos. “A justiça social não se alcança com mitos ou grandes nomes, se alcança com luta. Sociedades derrubam estátuas, pois estátuas não constroem nada. Nós construímos. Somos nós que construímos a justiça social, se soubermos lutar pelo direito de todos e não por privilégios individuais”. O professor destacou que as lutas de outros que nos antecederam, hoje se transformaram em nossos direitos. “Eles lá atrás lutaram para ter o mínimo de justiça social, para ter o direito de trabalhar oito horas. E, hoje, a luta deles é o nosso direito”.

Painéis e debates

Dois debates muito importantes aconteceram no dia 14 de maio. Foram abordados, nos painéis, a questão da justiça social e a condição da mulher na sociedade.

No primeiro painel, “Ética no serviço público como ferramenta de justiça social”, o Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Floriano de Azevedo Marques Neto, o Procurador Federal Marcos Augusto Maliska e a Secretária Executiva do Ministério da Igualdade Racial (MIR), Roberta Eugênio, debateram a importância da ética pública para o alcance da justiça social. O Painel foi moderado pela Conselheira da CEP Marcelise Azevedo.

No Painel seguinte, “Ética Pública e a condição da mulher na sociedade”, a Ministra Substituta do TSE Vera Lúcia Santana Araújo iniciou as discussões questionando se, no que tange à atuação da mulher na sociedade brasileira, a Constituição Federal realmente se faz presente ou se ainda precisamos avançar para que as mulheres possam exercer, com plenitude, suas atividades. Também indagou qual é a ética que estamos construindo para melhorar a realidade atual, destacando que cabe a nós, individualmente, fortalecer a ética e trabalhar para os avanços sociais: “Não esperem nada do governo ou do Estado; cabe a cada um de nós fazer a ética presente na sociedade e no serviço público, para que a justiça social aconteça de fato. O Estado, o grande Leviatã, não fará nada por nós, não esperem por ele. Somos nós, unidos, que travamos a luta e jamais seremos vencidos.”

O evento segue nesta quarta feira (15) com o Painel “Instâncias Ética, Disciplinar e Ouvidoria: Papéis, Interações e Limites na Atuação”, com apresentações das Comissões de Ética do Banco do Brasil (BB) e do DNIT, e com a oficina técnica entre a Secretaria-Executiva da CEP (SECEP), Controladoria-Geral da União (CGU) e comissões de ética setoriais do Poder Executivo Federal.

Cerca de 300 pessoas acompanham o evento presencialmente no auditório do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e outras 400, remotamente e em tempo real, pelo canal do YouTube. 

Mais informações na página do Seminário.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *