Secretaria de Educação realiza edição do projeto ‘Café e Controvérsias’ com homenagem ao Maestro Chiquito

A Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa (Sedec-JP), por meio da Diretoria de Ensino, Gestão e Escola de Formação (Degef), realizou mais uma edição do projeto ‘Café e Controvérsias’ na tarde desta sexta-feira (24). O evento reuniu gestores, professores e músicos na Sala de Concertos Radegundes Feitosa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) para homenagear o Maestro Chiquito.  

“O Café e Controvérsias tem essa tônica de ser uma conversa, uma roda de debates, sobre temas de interesse dos profissionais da rede municipal de ensino”, explica a secretária municipal da Educação, América Castro. “O que realizamos hoje é especial, porque encerra as atividades alusivas ao mês da Consciência Negra, realizadas pelas escolas municipais em novembro, e pela homenagem a Francisco Fernandes Filho, mais conhecido como Maestro Chiquito, que é um grande músico da nossa região”, acrescenta.  

Coordenador do Coro Sinfônico do Estado da Paraíba e maestro da Orquestra da Secretaria de Educação de João Pessoa, Maestro Chiquito possui uma trajetória marcante no cenário musical paraibano. Sua história foi narrada pelo escritor, jornalista e músico paraibano Adeildo Vieira, que recentemente lançou um livro-reportagem, de natureza biográfica, intitulado ‘Maestro Chiquito: o metalúrgico dos sons’.

  Adeildo Vieira foi um dos convidados do ‘Café e Controvérsias’ e apresentou trechos da sua obra. “Esse livro é para estar nas prateleiras das escolas e das bibliotecas públicas para que outros meninos pretos, pobres, que nascem no interior da Paraíba, do Brasil, possam se inspirar na história do Maestro Chiquito e vejam que podem um dia ser formadores de pessoas”, comenta.   

Após a roda de conversa com o escritor, a plateia presente pode apreciar a apresentação da Orquestra da Sedec, com a regência do Maestro Chiquito.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *